Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Coqueiros em ebulio

01 de Abril, 2017
Apesar de algum modo distanciados, na tabela classificativa, Kabuscorp do Palanca e Recreativo do Libolo protagonizam esta noite, em Luanda, o jogo mais importante, ou se quisermos, o de mais destaque da oitava jornada do Girabola Zap, que abriu ontem com o dérbi entre o ASA e o Interclube.

Palanquinos e libolenses disputam o jogo grande, e o desfecho deste, pode potenciar a equipa do Palanca à corrida rumo ao título, ou fazer com que a turma de Calulo recupere o terreno perdido em favor dos concorrentes, por força da disputa por um lugar para a fase de grupos da Taça da Confederação. Este prognóstico serve em caso de vitória, para uma, ou para outra.

Com o título na mira dos dois emblemas, estes vão procurar proporcionar um espectáculo à altura da sua grandeza, já que se trata de equipas inscritas no historial de campeões em Angola.

O Kabuscorp do Palanca - Recreativo do Libolo, ou vice-versa, tornou-se há já algum tempo um clássico do futebol nacional. Não importa que o jogo seja nos Coqueiros, no 11 de Novembro, ou no Estádio de Calulo, a verdade é que antes dos 90 minutos fica difícil apontar, antecipadamente, um vencedor.

Mesmo com o hiato de 10 pontos (19 - 9) a separar os dois conjuntos, não parece nada fácil prognosticar acerca do jogo, que envolve duas grandes equipas do nosso campeonato nacional, que praticam bom futebol e têm plantéis recheados de boas unidades individuais.

O jogo tem os condimentos para prever uma mole de gente no Estádio dos Coqueiros, certo que os adeptos do Kabuscorp do Palanca vão estar em maioria, se atendermos à dimensão da claque que por si só, lotava o Estádio da baixa de Luanda.

A falange de apoio da equipa de Calulo não vai deixar o seu representante sozinho, sobretudo, num jogo de extrema importância, em que vão estar em confronto equipas do mesmo campeonato, e adversários directos na luta pelo ceptro, em posse dos militares do Rio Seco. Na disputa directa, uma vitória é sempre muito importante para as contas finais, para além de ser moralizador para quem consiga os três pontos.

Com a competição já no segundo terço da primeira volta, os candidatos procuram a todo custo não desperdiçar pontos, para verem os seus objectivos intactos. Os palanquinos continuam invictos no campeonato, enquanto os libolenses consentiram uma derrota, porém, gozam da vantagem de ter ainda três jogos em atraso, que os pode aproximar, em caso de vitória, dos seus concorrentes.

Portanto, com estas nuances aguarda-se hoje, por um jogo bem disputado, espera-se que as equipas correspondam às expectativa dos amantes do futebol nacional.

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »