Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Crena na vitria

29 de Março, 2016
A derrota da Selecção Nacional de futebol no reduto da República Democrática do Congo a contar para a terceira jornada do grupo B da corrida para a fase final do CAN do Gabão, no próximo ano, não significou de modo algum a derrocada total dos Palancas.

Longe disso, as coisas no grupo ainda estão indefinidas, uma vez que a diferença do líder Congo Democrático para os segundos classificados, Angola e República Centro Africana é de dois pontos.

Hoje, há mais uma jornada em disputa em que a RDC joga às 17h00 no Estádio 11 de Novembro, daí estarmos diante de eventuais mexidas no topo da tabela do grupo, pois que uma vitória da selecção angolana dá a possibilidade de reassumir a liderança do grupo, à entrada da derradeira fase da competição quando selecções com probabilidades de garantirem uma vaga tirarem todos os trunfos para defrontarem os seus adversários.

O nível de futebol dos Palancas Negras está a agradar e a exibição de sábado no Estádio dos Mártires na capital congolesa deixou a crença que o conjunto tem condições para vencer o adversário desta tarde.

A RDC é neste momento um dos grandes colossos do continente. Todavia, não há dois jogos iguais e com a particularidade de jogar em casa, a Selecção Nacional tem condições de impôr a sua vontade.

Uma coisa é certa: os Palancas Negras estão em desvantagem e nesta condição não podem facilitar a vida do adversário, abdicar de um jogo ofensivo porque precisa de marcar golos para vencer a partida e voltar a segurar a liderança que lhes pertencia até sábado.

O técnico José Kilamba teve três dias para ensaiar uma postura que leve o conjunto ao triunfo, animado pela réplica que deu aos congoleses, à partida apelidados de super favoritos para o confronto.

Os Palancas Negras jogam esta tarde diante do seu público, num desafio cujo resultado pode embalá-los rumo às suas aspirações, que é de manter-se no grupo de equipas.

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »