Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Crise em Libolo

12 de Março, 2018
Ao longo da última década juntou-se ao leque dos emblemas desportivos mais expressivos do país, o Recreativo do Libolo, que não é uma novel agremiação, personificou o ressurgimento de uma colectividade que existiu no tempo da outra senhora, tendo apenas, e por razões que nos são alheias, suspenso a sua actividade.
O ressurgimento acabou, em boa verdade, por ser uma tremenda alegria para as gentes da província do Cuanza - Sul, particularmente dos naturais do município do Libolo, Calulo, que se disputam os jogos da equipa principal de futebol. O basquetebol, \"refugiou-se\" em Luanda, o que é aceite e pacífico.
Com uma eficiente política de gestão administrativa, o ressurgido Recreativo do Libolo muito cedo logrou conquistar um espaço privilegiado na praça desportiva. Os êxitos competitivos sucediam-se nas duas modalidades em que se movimentava a agremiação. O futebol impôs-se no Girabola e o basquetebol fez a sua parte na competição.
Ao êxito interno, seguiu-se o êxito na praça internacional, no panorama africano particularmente. Pois, quer o futebol quer o basquetebol conseguiu níveis competitivos fabulosos nas prova continentais. Pode dizer-se que com o Recreativo do Libolo saudável, o desporto angolano em si saiu também a ganhar.
Entretanto, por razões de alguma estratégia que não se explica em poucas linhas, ocorreu em meados do ano passado uma divisão no seio do clube, ficou o Recreativo do Libolo, sob nova liderança, apenas com o futebol, o basquetebol foi adoptado por um novo emblema, que tomou a designação de Sport Libolo e Benfica.
Esta divisão parece que não foi benéfica para a colectividade do Cuanza-Sul, por aquilo que constatamos no dia-a-dia. A equipa de basquetebol quase que se desmembrou. Boa parte das principais unidades deixou a equipa, falou-se inclusive de dívidas colossais para com alguns. A equipa de futebol, temível outrora, é agraciada com volumosas goleadas como aconteceu na quarta jornada.
Logo, começa a desenhar-se evidências do fim de um império desportivo que conseguiu em tão pouco espaço de tempo, construir a sua reputação. O pior, ainda não ocorreu. A salvação da erosão do castelo é a nosso ver possível. Oxalá, pessoas vinculadas aos dois emblemas da vila de Calulo encontrem uma saída airosa para a crise e possamos ver o Libolo desportivo na máxima força, seja por via do Recreativo, seja por via do Benfica.

Últimas Opinies

  • 20 de Junho, 2018

    Febre de bola

    O mundial entra hoje no sétimo dia de competição. Irresistível, como sempre, ou não fosse a  maior competição de selecções ao nível do planeta. Mediático, o campeonato do mundo chega a todas às sensibilidades e até pode tornar-se num forte agente da diplomacia mundial, que o digam o chefe da Arábia Saudita presente no jogo de abertura e o presidente Putin da Rússia, no confronto entre os dois países, em que o mandatária da FIFA deve ter servido de medianeiro nas conversas. Do que falaram, eles lá sabem, mas as imagens correram o mundo.

    Ler mais »

  • 19 de Junho, 2018

    Jornada de gritos...

    Quando logo mais as selecções da Rússia e do Egipto descerem ao relvado do Estádio São Petersburgo, estará a começar a segunda jornada da primeira fase do Campeonato do Mundo, que, não sendo cem por cento decisiva, pode, porém, começar afastar a cortina de fumo. Há coisas, que, no desfecho desta ronda, ficarão já clarificadas e outras que se vão manter incógnitas, até aos derradeiros 90 minutos.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Citaes

    O nosso compromisso é com o bem do futebol nacional, nós estamos a trabalhar com clareza e estamos a ser criticados apenas para trazer de volta a horrível corrupção que havia antes, infelizmente, é isso o que alimenta o nosso futebol.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Clima tenso no basquetebol

    O ambiente no basquetebol está tenso depois do presidente da Federação ter declarado em conferência de imprensa a falta de apoio do departamento ministerial que rege o desporto nacional, concretamente na não alocação de verbas para a Selecção Nacional poder cumprir com o seu programa na preparação para o Mundial.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Duelo de estrelas

    A meio da fanfarra que marca a disputa do Campeonato do Mundo de futebol, ainda na primeira fase, muitos concentram uma atenção particular naquilo que caracteriza a evolução individual de algumas estrelas, que, estando no centro dos holofotes, em face da sua projecção internacional, levaram o perfume da sua classe para os palcos russos.

    Ler mais »

Ver todas »