Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

De novo a FIFA

04 de Agosto, 2018
A vida não está fácil para o Kabuscorp do Palanca e a sua direcção, que voltam a estar sob o radar da FIFA, por causa de incumprimentos contratuais com antigos funcionários, desta feita estando envolvido o treinador sérvio Zoran Maki.
Os incumprimentos do clube nas questões que se referem a contratos com jogadores e treinadores, já levou a FIFA a tomar medidas, como a perda de pontos no presente Girabola, o que desde logo fez com que o clube revisse os seus objectivos, para a temporada que caminha para o seu final.
De candidato inicial ao título, a agremiação do Palanca viu-se forçada a lutar por um dos lugares do meio da tabela, dado os pontos que lhe foram retirados, por força dos processos em que está envolvida no litígio com o brasileiro Rivaldo e com o clube TP Mazembe do Congo Democrático.
Contratempos difíceis de contornar, embora o presidente do clube, Bento Kangamba, tivesse tido que os pontos retirados ao seu conjunto iriam ser repostos, porque a estrutura que dirige já tinha solucionados os pendentes, que levaram o organismo internacional a tomar medidas. Até porque não é de modo algum fácil, desviar-se de um objectivo previamente estabelecido no arranque da temporada.
Estas situações acabam por ser pouco abonatórias para o clube, que começou a ganhar fama de mau pagador, e que por arrasto também comprometia a própria imagem do futebol nacional. Este nosso futebol que, por altura do \"boom\" económico, foi para alguns expatriados uma espécie de \"el dourado\", dado os dinheiros que movimentava.
O Kabuscorp corre o risco de sentir, de novo, a mão pesada da FIFA, se os atrasos no pagamento que deve ao técnico Maki perdurarem, até porque, e tal como noticiamos na nossa edição da última quinta-feira, em primeira mão, já foram notificados de que vai ser alvo de um processo disciplinar por desrespeito a uma deliberação tomada no dia 10 de Novembro de 2017, pelo Comité do Estatuto do Jogador.
O clube já sentiu o peso da mão pesada da FIFA, pelo que a sua resposta à deliberação do órgão que rege o futebol mundial, deve ser feita sem evasivas, até porque a sua sobrevivência, como clube da primeira divisão em Angola, pode, no futuro, ficar em causa.

Últimas Opinies

  • 20 de Agosto, 2018

    Artur Almeida e os sete andares

    Certo dia, o então seleccionador dos Palancas Negras, Manuel José, à saída do CAN de 2010, realizado na nossa terra, sentenciou, o seguinte: ”Angola tem de fazer progressos antes de pensar em vencer o CAN.

    Ler mais »

  • 20 de Agosto, 2018

    Citaes

    O Kaporal é um jogador extraordinário, que sofreu uma lesão no jogo passado, com o 1º de Agosto, numa altura que estava a fazer um grande campeonato. Infelizmente lesionou-se e está entregue ao Departamento Médico. Espero que a sua recuperação  corra bem.

    Ler mais »

  • 20 de Agosto, 2018

    Angola ainda chora

    Uma semana depois, continuam as repercussões sobre o passamento  físico de Alberto da Silva “Pepino”. O desporto continua enlutado. Várias mensagens de condolências continuam ainda a chegar às redacções do media, tal é pois a dimensão do homem que nos deixou. Uma prova de ciclismo percorreu ontem, em Luanda, 300 quilómetros em homenagem ao malogrado veterano da modalidade.

    Ler mais »

  • 20 de Agosto, 2018

    O preo dos fast and big

    Se me dessem a escolher, nunca seria piloto, médico legista ou treinador de futebol. Ser treinador de futebol é comprar doenças de coração todos os dias, e muitas vezes por razões alheias.

    Ler mais »

  • 18 de Agosto, 2018

    Militares espreitam acesso aosquartos

    A equipa principal de futebol do 1º de Agosto, actual líder do Campeonato Nacional da I Divisão, joga hoje uma cartada decisiva na Liga dos Clubes Campeões Africanos.

    Ler mais »

Ver todas »