Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Desequilbrio no Girabola

21 de Abril, 2018
Entramos na presente edição do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, com à expectativa enorme de assistir a uma renhida disputa na linha de frente, à despeito do número de equipas, que à partida, tomou sempre o título como seu principal objectivo.
Fazendo uma avaliação do curso da prova, mesmo que superficial, constatamos um certo desequilíbrio competitivo, inclusive, na ordem classificativa das equipas.
Afinal, quase a aproximarmo-nos do desfecho da primeira volta da prova, o posicionamento das equipas é atípico.
O Interclube \"achaparrou\"-se desde o início da liderança, parece não estar minimamente disposto a ceder terreno. Continua intocável, deixa concorrentes como Recreativo do Libolo, Kabuscorp do Palanca e Petro de Luanda, à meia distância.
O caso do 1º de Agosto deve ser visto, numa outra perspectiva.
Na verdade, nota-se um certo esforço por parte destas equipas, no sentido de encurtarem a distância e de se encostarem aos lugares melhor identificados com o que devem ser as suas performances, que é o nível do seu futebol. Vai-se lá ver, se conseguem lograr os seus objectivos.
Seja como for, trata-se de um quadro, que em parte encontra alguma explicação. Por exemplo, o 1º de Agosto está na posição que se encontra, devido ao volumoso número de jogos em atraso, como consequência do duplo compromisso, a par do Girabola e da Liga dos Campeões.
O mesmo pode dizer-se do Petro, embora, este esteja fora das Afrotaças.Quanto ao Libolo, está a ser penalizado devido às mudança na estrutura directiva.
A \"emigração\" do seu antigo presidente para uma nova colectividade acabada de surgir na vila de Calulo, o Sport Libolo e Benfica, não produziu benefícios.
Analisada as coisas numa perspectiva mais realística, foi prejudicial.
Pelos vistos, com Académica do Lobito e Desportivo da Huila a darem cartas, podemos prever um Girabola com surpresas, lá mais para frente.À partida, a turma da Polícia tem tudo para dar certo, pode ver-se arredada do topo caso se revele demasiado permissiva e senão mesmo ingénua!

Últimas Opinies

  • 18 de Outubro, 2018

    Principal objectivo est a ser cumprido

    Apesar da derrota diante da Mauritânia, na passada terça feira, em minha modesta opinião, a Seleção Nacional de Honras, Palancas Negras, está no bom  caminho, em função do nosso histórico nos últimos oito anos.

    Ler mais »

  • 18 de Outubro, 2018

    Citaes

    Agradeço a Angola Telecom a oferta de 650 mil UTT de saldo, que me permite comunicar.

    Ler mais »

  • 18 de Outubro, 2018

    Tudo complicado

    A derrota averbada pela Selecção Nacional de futebol, na terça-feira, em Nouakchott, convida-nos a um exercício matemático sobre as possibilidades que restam para a qualificação ao Campeonato Africano das Nações de 2019, nos Camarões. Dizer que a qualificação passa, por ora, a ser uma miragem, pode infundir algum pessimismo exacerbado. Mas, aferir que ela ficou um pouco comprometida, não seria nenhuma mentira.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Pelo desporto adaptado!

    Nda kukuete cimue ñe watungila ondjo? As manhãs de 1 de Janeiro foram as mais divertidas de sempre e de rica memória para mim. Cançonetes bem harmoniosas, executadas por gentes que não fazíamos ideias de onde vinham, acordavam-nos e davam-nos a boa disposição para começar o ano. 

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Herv Renard basta!

    O País nunca engoliu a saída abrupta do treinador francês Hervê Renard, por falta de pagamento dos seus salários. Para os dirigentes do futebol nacional, deixar um treinador ou jogador com dois ou três meses de salário é normal.

    Ler mais »

Ver todas »