Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Desistncias no Girabola

25 de Fevereiro, 2015
Há muitos anos que nos confrontamos com ameaças de desistência de equipas que disputam o campeonato nacional de futebol da primeira divisão.
A situação tem causado, muitas vezes, um ambiente de mal-estar, mesmo não acabando por se consumar a desistência. Pois, quando a prova começa com um determinado número de equipas, é salutar que chegue ao fim com a mesma ordem.

Em diferentes ocasiões, entendidos em matéria de futebol repudiaram a atitude. Pois, sabendo-se o carácter dispendioso do Girabola, as direcções de clubes fariam bem se avaliassem melhor a sua capacidade financeira antes de entrarem na "aventura" de disputar a prova. Sabemos que a primeira divisão é o ponto mais alto de qualquer equipa ou clube. E daí a luta que se empreende para lá chegar muitas vezes sem olhar a meios.

Todos os anos assistimos a este cenário. As equipas reclamam falta de verbas na primeira curva do campeonato. É que mesmo não desistindo, acabam por criar alguns embaraços, quando perdem jogos por falta de comparência, tão-só porque faltou dinheiro para a aquisição das passagens, ou porque os jogadores furtaram-se aos treinos e concentração da equipa por atraso no pagamento dos seus honorários.

É evidente que desde os casos que se conhecem, de equipas que evocando as mesmas razões acabaram por deixar a prova, isto ainda na década de 90, não voltámos a assistir a outra desistência. O que tem havido é apenas uma série de ameaças de desistência. Seja como for, não é simpático para o nosso campeonato que tal situação ocorra.

Estamos lembrados de certa vez alguns agentes da modalidade terem defendido a aplicação de medidas duras a equipas que ousassem inscrever-se na prova para depois optarem pela desistência. Há mesmo quem proponha um afastamento temporário da primeira divisão. Isto é, mesmo que por alguma varinha mágica reunisse condições financeiras, não era aceite na primeira divisão durante um determinado período.

Consta porém que os regulamentos existentes são muito brandos e não desencorajam situações negativas, que têm vindo a ser observadas ultimamente no campeonato nacional de futebol da primeira divisão, residindo aí a necessidade de se adoptarem medidas mais rígidas.

Pessoas de mãos dadas com o futebol estão bem lembradas de que na altura da tomada de posse do novo elenco da Federação Angolana de Futebol, o presidente Pedro Neto disse que devido às prováveis desistências das equipas por problemas financeiros, a solução podia passar pela redução do número de equipas participantes ou a mudança do formato da competição. Não seria a saída mais airosa.

É certo que a situação financeira não é simpática para os clubes. Mas não é por esta razão que se deve fazer vista grossa a situações que belisquem o prestígio da competição. A verdade desportiva não pode continuar a ser posta em causa. Quem chegou ao Girabola é porque teve tempo de avaliar os prós e os contras da sua participação.

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »