Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Despique no BIC Basket

17 de Abril, 2017
Com o fim da segunda volta, começa na sexta-feira a fase que vai consagrar no final, a equipa campeã do BIC Basket 2017. As equipas candidatas, há muito que estão identificadas e deram mostras disso mesmo, nas fases anteriores.

A partir de agora, ou seja, de sexta-feira, com o início dos quartos de final, a ideia das oito equipas apuradas será chegar às meias-finais, e daí por diante. Para a próxima fase, as meias-finais, apenas quatro equipas podem discutir o passe para a etapa seguinte, pelo que adivinham-se jogos renhidos.

As seis equipas do Grupo A, mais as duas do Grupo B, num total de oito, vão bater-se pelos quatro lugares que dão acesso às meias-finais, e depois as quatro apuradas disputam os dois lugares para a final, numa espécie de dança das cadeiras.

Para esta batalha, estão seis equipas do Grupo A, embora na prática apenas quatro estão em condições de travar uma disputa acérrima pelo anel da prova. Trata-se do Recreativo do Libolo, 1º de Agosto, Petro de Luanda e Interclube, que são os candidatos, e Progresso do Sambizanga e Marinha de Guerra, os meros animadores, não obstante terem provocado boas surpresas até aqui. Para complemento, ASA e Lusíadas, pelo Grupo B, fecham o quadro dos \"quartos\".
Portanto, é deste leque que vai sair o campeão do BIC Basket. Mas como já se disse, anteriormente, os potenciais candidatos há muito que estão identificados. Cremos que não restam muitas dúvidas de que pode sair do quarteto formado por Recreativo do Libolo, 1º de Agosto, Petro de Luanda e Interclube, com os três primeiros mais capacitados do ponto de vista colectivo e individual.

Olhando para os quatro candidatos, o que se poderá dizer? Dir-se-á que existe algum equilíbrio, mas vai aquela equipa que estiver mais concentrada nesta fase, e que apresentar um basquetebol mais competitivo. O Libolo parece mais motivado para a empreitada. Nas fases anteriores, mostrou que tem equipa para voltar a ser campeão nacional.

O Petro de Luanda, depois de uns altos e baixos, está em franca progressão e pode voltar a surpreender como há dois anos, quando ergueu o troféu. O 1º de Agosto, campeão em título, é uma incógnita, mas vai ter de fazer pela vida nestas últimas fases, para lograr a revalidação, mas como campeão em título... tudo pode acontecer.

Por fim, o Interclube é uma agradável surpresa, é o grande \"outsider\" neste quarteto. A turma da Polícia competentemente orientada por Alberto Babo, deu mostras de que se os verdadeiros candidatos não estiverem à altura, ela está aí, para justificar por que razão provocou alguns dissabores a qualquer um deles. Espera-se, por isso, uma disputa renhida pelo título, com as quatro equipas retratadas a assumir a despesa para as últimas três fases, nomeadamente, os quartos de final, as meias-finais, e a final. Resta-nos esperar por cada uma delas.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »