Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Dia de todas as decises

03 de Novembro, 2013
Com a questão do título há muito resolvida e com o 1º de Agosto vice-campeão, o Bravos do Maquis a surpreender tudo e todos com o honroso terceiro lugar, deixando para trás equipas mais cotadas no ranking nacional, as atenções estão viradas para as equipas que vão acompanhar o despromovido Santos.

Do trio formado pelo ASA (29), Porcelana (28) e Atlético do Namibe (26) saem as duas que, no próximo ano, disputam a Prova de Apuramento. A equipa do aeroporto, por estar em vantagem pontual tem maior dose de favoritismo. E joga a seu desfavor o calendário.

A equipa do aeroporto está em Calulo onde vai medir forças com o campeão destronado, o Recreativo do Libolo, que, nas últimas jornadas, pouco ou nada tem feito para defender o estatuto que ganhou nos últimos dois anos. Um factor que pode ser aproveitado pelos aviadores para somarem os três pontos em disputa e o consequente passe para a desejada permanência.

A equipa de Calulo não tem nada a ganhar e muito menos a perder. Vai jogar para a dignidade. A pressão está do lado do ASA que só pode pensar na vitória.

A equipa depende apenas de si própria para se manter na elite do futebol nacional. O mesmo não se pode dizer do Porcelana e do Atlético do Namibe. As duas equipas dependem de terceiros para garantirem a permanência. O empate caseiro do Porcelana (1-1), na última jornada, em casa, diante do Sagrada Esperança, comprometeu as suas aspirações.

De certeza que a equipa técnica, jogadores e adeptos devem estar ainda hoje a pensar como foi possível a equipa esbanjar dois pontos quando era proibido fazê-lo. Se vencesse não estava hoje a depender de terceiros para alcançar os seus objectivos.

A equipa do Kwanza-Norte defronta, em Benguela, o 1º de Maio, que há duas jornadas garantiu a sua permanência no Girabola’2014. Vai jogar descontraída e sem pressão. Mas não vai facilitar. Se o Porcelana pretende vencer tem de ser melhor nas quatro linhas.

Em pior situação está o Atlético do Namibe. Entre os três é o que tem menos pontos e mesmo vencendo nada lhe garante que assegure a permanência. Está dependente dos resultados dos outros dois concorrentes. Defronta o já despromovido Santos, por isso tem tudo para somar os três pontos.
Só nos resta aguardar pelo desfecho dos jogos para as contas finais.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »