Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Dobradinha militar

18 de Outubro, 2015
As duas equipas de seniores foram superiores a dois grandes adversários que permitiram ao clube militar fazer a dobradinha na competição.

Em masculinos, os militares derrotaram os polícias, numa final cujo resultado apesar de algum diferencial (29-23) foi bastante disputada do princípio ao fim. Em femininos, na partida mais aguardada da noite, as pupilas agora às ordens do angolano Filipe Cruz não quiseram, desta vez, se deixar surpreender pelas arqui-rivais do Petro de Luanda e conseguiram também um resultado confortável (26-21).

Com estas conquistas, o 1º de Agosto respira uma lufada de ar fresco depois dos desaires sofridos nas outras duas principais modalidades, nomeadamente o basquetebol e o futebol, cujo objectivo de conquistar o título não passou de uma mera miragem. No basquetebol, Paulo Macedo foi incapaz de chegar à final dos play off, o que obrigou a uma chicotada psicológica, tendo sido rendido no cargo por um técnico espanhol.

No futebol, apesar de ter ficado em segundo lugar com os mesmos pontos que o campeão nacional, Recreativo do Libolo, a equipa militar acabou por ver mais um ano a fracassar, seguindo pela nona vez consecutiva no Girabola sem conquistar o campeonato, cujo último título venceu em 2006.

Depois destes desaires, a dobradinha na Taça de Angola em andebol acaba por ser um prémio para a direcção de Carlos Hendrick, que nos últimos anos tem feito grandes investimentos, quer do ponto de vista da organização administrativa do clube, quer sobretudo de infra-estruturas para as mais diversas modalidades.

É opinião unânime de agentes do desporto e da crítica desportiva nacional que o 1º de Agosto é dos clubes que mais tem investido em infra-estruturas e na preparação das condições para se tornar no futuro auto-sustentável, com uma forte aposta igualmente nos escalões de formação que podem a médio prazo evitar com que se desperdice muitos recursos com atletas estrangeiros.

Aliás, as vitórias no andebol podem perfeitamente ser associadas aos investimentos multidisciplinar em curso no clube militar, que agora deve preparar a presença das duas equipas nas provas africanas de clubes, em que no escalão feminino, a nossa representante tem responsabilidades acrescidas por ser a detentora dos troféus da Supertaça Babacar Fall bem como do Taça dos Clubes Campeões.

Para começar a época, quer Victor Tchikolaev, na equipa masculina, quer Filipe Cruz, na feminina, que fizeram apenas uma troca de funções, podem dar-se por felizes, sem esquecer, contudo, que vem a seguir os campeonatos nacionais com os mesmos adversários que, vão de certo, procurar impedir um novo triunfo.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »