Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Egipto em projeco

27 de Maio, 2019
Depois de convocada, há coisa de uma semana, a pré-selecção nacional de futebol que vai competir a partir de 21 de Junho, no Campeonato Africano de Futebol das Nações, já tem esboçado o programa de trabalho com vista à ingente empreitada que o Egipto se propõe organizar.
Ouvido, de viva voz, o vice-presidente da Federação Angolana de Futebol, a equipa deixa o país no dia 30, portanto, na quinta-feira, com destino a Portugal, onde vai efectuar o estágio pré-competitivo, deve dispor de duas semanas e meia de intenso trabalho, para a aquisição de performances para as obrigações da prova.
Pelos vistos, a alteração do calendário da prova africana, que passa a partir da edição do presente ano a ter lugar em Junho/Julho, ao invés de Janeiro/Fevereiro, como era até então, veio em parte facilitar as coisas. Pois, com todos os campeonatos terminados, já não há inconvenientes, quanto à presença em tempo, dos atletas convocados.
Assim, Srdjan Vasiljevic conta com todas unidades convocadas, para desenvolver um trabalho sem embaraços. Pois, não se põe a questão de uns integrarem o grupo com atraso, em relação a outros, situação que na maior das vezes concorre para uma descoordenação na execução da estratégia de jogo ensaiada.
Assim, espera-se que as condições objectivas e subjectivas estejam criadas, para que o grupo disponha de preparação, que não fuja muito ao que eventualmente seja traçada pela equipa técnica. É bom saber, que a questão de jogos de preparação está também já acautelada, de resto, é necessário que se chegue à prova, com jogos nos pés.
Compete à selecção uma participação condigna. Ou seja, que fuja da crónica mediocridade de cair sempre na fase de grupos, nas sete participações anteriores, apenas em 2008, no Ghana e em 2010, em casa, Angola conseguiu evitar a queda na primeira fase. Ninguém espera por outra participação ruim, que em nada dignifica o bom nome do país.
Pelo menos, há indicadores de que as coisas estão a ser tratadas, em tempo oportuno. Resta esperar, que possamos colher bons resultados desta estratégia eficaz da FAF, e cheguemos ao Egipto preparados, física e psicologicamente, para encarar os adversários com espírito ganhador e fazer uma figura diferente. Melhor figura, dito por outras palavras...

Últimas Opinies

  • 11 de Novembro, 2019

    O sabor da Dipanda

    O 11 de Novembro é uma data que representa um verdadeiro símbolo da identidade dos angolanos e do país, em si, desde que se libertou das amarras do regime colonial. Portanto, há 44 anos, num dia como hoje, o saudoso Presidente Doutor António Agostinho Neto proclamou perante a África e ao Mundo a Independência Nacional.

    Ler mais »

  • 11 de Novembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Acho que a condecoração vem em boa hora. Devia haver melhor critério, mas não deixo de louvar a atitude do Presidente da República. (...)

    Ler mais »

  • 11 de Novembro, 2019

    Denncias, SIC e PGR

    Certa vez, sem receio de punição, a demonstrar que tinha algum trunfo na manga para provar, o então presidente de direcção do Recreativo do Libolo, Rui Campos, chegou a acusar que os árbitros indicados pelo Conselho Central de Árbitros da Federação Angolana de Futebol manipulavam os jogos e resultados da equipa de Calulu, no sentido de, na altura, impedir a revalidação do título.

    Ler mais »

  • 09 de Novembro, 2019

    Festa da Dipanda e os feitos desportivos

    Angola assinala dentro de sensivelmente dois dias 44 anos desde que se libertou das amarras do regime colonial.

    Ler mais »

  • 09 de Novembro, 2019

    Desporto de unio nos 44 anos da Nao

    Hoje, como não podia deixar de ser, neste espaço escrito “A duas mãos”, acordamos em falarmos da trajectória do nosso desporto, ao longo dos 44 anos de Independência que o País tem.

    Ler mais »

Ver todas »