Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Egipto em projeco

27 de Maio, 2019
Depois de convocada, há coisa de uma semana, a pré-selecção nacional de futebol que vai competir a partir de 21 de Junho, no Campeonato Africano de Futebol das Nações, já tem esboçado o programa de trabalho com vista à ingente empreitada que o Egipto se propõe organizar.
Ouvido, de viva voz, o vice-presidente da Federação Angolana de Futebol, a equipa deixa o país no dia 30, portanto, na quinta-feira, com destino a Portugal, onde vai efectuar o estágio pré-competitivo, deve dispor de duas semanas e meia de intenso trabalho, para a aquisição de performances para as obrigações da prova.
Pelos vistos, a alteração do calendário da prova africana, que passa a partir da edição do presente ano a ter lugar em Junho/Julho, ao invés de Janeiro/Fevereiro, como era até então, veio em parte facilitar as coisas. Pois, com todos os campeonatos terminados, já não há inconvenientes, quanto à presença em tempo, dos atletas convocados.
Assim, Srdjan Vasiljevic conta com todas unidades convocadas, para desenvolver um trabalho sem embaraços. Pois, não se põe a questão de uns integrarem o grupo com atraso, em relação a outros, situação que na maior das vezes concorre para uma descoordenação na execução da estratégia de jogo ensaiada.
Assim, espera-se que as condições objectivas e subjectivas estejam criadas, para que o grupo disponha de preparação, que não fuja muito ao que eventualmente seja traçada pela equipa técnica. É bom saber, que a questão de jogos de preparação está também já acautelada, de resto, é necessário que se chegue à prova, com jogos nos pés.
Compete à selecção uma participação condigna. Ou seja, que fuja da crónica mediocridade de cair sempre na fase de grupos, nas sete participações anteriores, apenas em 2008, no Ghana e em 2010, em casa, Angola conseguiu evitar a queda na primeira fase. Ninguém espera por outra participação ruim, que em nada dignifica o bom nome do país.
Pelo menos, há indicadores de que as coisas estão a ser tratadas, em tempo oportuno. Resta esperar, que possamos colher bons resultados desta estratégia eficaz da FAF, e cheguemos ao Egipto preparados, física e psicologicamente, para encarar os adversários com espírito ganhador e fazer uma figura diferente. Melhor figura, dito por outras palavras...

Últimas Opinies

  • 20 de Janeiro, 2020

    Deixem a Marximina regressar

    Olhei para o tempo que já passou desde a suspensão da árbitra Marximina Bernardo, acabou penalizada pela Federação Angolana de Futebol (FAF), sobretudo porque, em minha opinião, este órgão hesita em não condescender exagerada decisão que então tomou, quando para “homens do apito” as punições quase que sabem a flores.

    Ler mais »

  • 20 de Janeiro, 2020

    Cartas dos Leitores

    O orçamento não varia muito dos anos anteriores. Podemos dizer que é ligeiramente superior a dois milhões de dólares por ano. Este é o valor que temos consagrado para o Sagrada Esperança.

    Ler mais »

  • 20 de Janeiro, 2020

    Regatas para Tquio

    Marcado por aceso despique, o Campeonato Africano de Vela nas classes 420 e 470, realizado de 13 a 18 do corrente mês na Contra-Costa da Ilha do Cabo, em Luanda, confirmou mais uma qualificação de Angola à maior montra desportiva do globo.

    Ler mais »

  • 18 de Janeiro, 2020

    Welwitschias voltam a dar o ar da sua graa

    Depois da “travessia do deserto” por que passou nos últimos tempos, obrigando a ficar inactiva, a Selecção Nacional de Futebol feminina pode testemunhar um novo ciclo no ano que dá ainda os seus primeiros passos.

    Ler mais »

  • 18 de Janeiro, 2020

    Futebol feminino busca resgate da mstica

    Já houve tempos que o futebol feminino era de facto uma festa cá entre nós, pois inflamava paixões e, de facto arrastava multidões.

    Ler mais »

Ver todas »