Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Eleies na FAF

22 de Fevereiro, 2020
Face à realização de 24 de Julho a 9 de Agosto deste ano dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, a Assembleia Geral Ordinária da Federação Angolana de Futebol (FAF) deliberou já o período, para as eleições de renovação de mandatos no organismo. Desse modo, o órgão reitor do desporto-rei no país cumpre com uma das orientações baixadas pela Direcção Nacional dos Desportos (DND), em Janeiro último.
Para já, a reunião magna da FAF não teve coro suficiente, dada a ausência da maioria dos presidentes de clubes do Girabola Zap, a principal prova do desporto-rei no país, o que fez com que se gerasse também um certo ambiente de insatisfação.
Nesse seguimento, apenas os presidentes das Associações Provinciais de Futebol (APF) presentes tiveram a palavra. Os emissários dos clubes, por seu turno, limitaram-se a ouvir as discussões e, como óbvio, sem poder emitir as suas opiniões.
Durante o acto, realizado segunda-feira última, na sede social da FAF, na Urbanização Nova Vida, aqui em Luanda, foram aprovados os relatórios do exercício da actividade de 2018 e as acções de 2020, na generalidade. Por outro lado, ficou assente ainda que caberá à Comissão Instaladora a marcação efectiva do dia do pleito. É importante salientar, que a Direcção Nacional dos Desportos havia estipulado, em Janeiro último, um calendário para realização de eleições de renovação de mandatos, que deveria ser seguido pelos clubes, Associações Provinciais e Federações.
A medida visava, sobretudo, a realização dos pleitos dentro dos prazos legais e, como óbvio, antes das Olimpíadas. Nesse sentido ficou também assente, que se abririam excepções para as Federações, cujas modalidades vão disputar os Jogos de Tóquio deste ano, realizassem as eleições numa data mais conveniente. Para as demais Federações, e como é o caso da de Futebol, não se abririam qualquer tipo de excepções. Por isso, estabeleceram-se os períodos de Janeiro a Março para as eleições a nível de todos clubes nacionais e de Abril e Maio para as Associações Provinciais.
Nesse contexto, as Federações só realizam a posterior os seus pleitos eleitorais, mas sempre dentro dos prazos que antecedem as Olimpíadas, daí a deliberação para que o órgão reitor do futebol estipulasse o seu acto para o mês de Julho, mas isto como é óbvio antes do dia 24, data em que se dá o pontapé de saída dos Jogos de Tóquio\'2020.
É ponto assente que além do actual líder cessante da FAF, Artur Almeida e Silva, que justifica a sua recandidatura ao órgão a uma questão de compromisso com a Nação e o projecto votado pelos associados, haverá um outro concorrente com alguma visibilidade. Trata-se Norberto de Castro, patrono da escola com o mesmo nome, que é uma figura bem conhecida nas lides do nosso futebol. O dirigente da Escola Norberto de Castro admitiu à imprensa, que pondera a sua eventual candidatura ao pleito eleitoral da FAF por ter sido “solicitado pelos clubes”. A ver vamos...

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »