Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Emoes de volta

11 de Setembro, 2013
Hoje temos Girabola. As emoções estão de volta aos relvados depois de algum período de interregno que visou dar espaço aos compromissos da Selecção Nacional. É sempre uma alegria enorme quando os nossos “artistas da bola” voltam à acção, mesmo que a crítica pública insista em considerar insosso o nosso campeonato.O Girabola tornou-se já numa festa do povo, tendo por conseguinte a particularidade de conquistar simpatias, independentemente da qualidade do espectáculo futebolístico. Na sua ausência nota-se que algo está a faltar ao ambiente desportivo. De resto, foram assim as últimas semanas, mesmo que de permeio tivéssemos os jogos dos Palancas Negras.

Não há neste reatamento um dérbi emocionante, a exemplo de um Petro-1º de Agosto, o mais tradicional. Mas haverá um Progresso-1º de Agosto que também não é nenhum jogo qualquer, em face daquilo que conhecemos do percurso das duas equipas e da qualidade futebolística que são capazes de proporcionar sempre que se confrontam, para o Girabola ou outra competição.Este é sem dúvida o jogo de grande cartaz, não obstante existir algum desnível pontual entre as duas formações, ou o facto de ser apenas uma delas com possibilidades de fazer sombra ao líder Kabuscorp, já que matematicamente ainda pode continuar a acreditar na possibilidade do título. Os “polícias” jogam apenas para uma classificação honrosa, isto é, que não se situe muito longe da sua grandeza histórica.

Por outras palavras, podemos dizer que o campeonato entra na curva apertada, em que as coisas começam a ficar clarificadas, pois, jornada menos jornada, cada equipa estará em condições de fazer as contas da meta que lhe é possível atingir, ao mesmo tempo que, ao nível das respectivas direcções, as atenções se vão já dividir, com o pensamento na próxima temporada.É o nosso Girabola de volta para o sprint final. A partir daqui fica reduzida para as equipas a margem de erro, principalmente para aquelas que estão na corda bamba. Ou seja, as que estão sobre o espectro da despromoção.

Estas terão, na verdade, de encetar uma grande recuperação sob pena de na próxima época actuarem na segunda divisão.Não são poucas as equipas nesta condição. Mas vamos acompanhar o desenvolvimento da ponta final da prova para ver como se arranjam, pois só descerá de divisão quem não souber tirar vantagem dos pontos ainda em disputa, que não são poucos, a julgar pelo número de jornadas (oito) que restam

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »