Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Emoes no Dream Space

09 de Junho, 2015
Opavilhão Dream Space, em Viana, volta hoje a focalizar as atenções dos amantes da bola ao cesto. Em quadra vão perfilar as equipas do Petro e do Recreativo do Libolo, que disputam o quarto jogo dos Play-offs, em que o conjunto de Calulo está em vantagem. Um jogo de capital importância para a equipa do eixo viário, que não tem alternativa senão pensar na vitória para não permitir ao Libolo, campeão em título, encomendar as faixas da consagração.

Leonel Paulo e Emanuel Quezada são as principais referências dos “tricolores” e contam com a boa prestação de Roberto Fortes, Domingos Bonifácio e Jason Cain para alcançar a vitória.Na condição de visitado, os comandados de Norberto Alves, vão querer contrariar os intentos dos petrolíferos, de modos a que as aspirações de revalidação do título não sejam goradas.

Se Olímpio Cipriano e Carlos Morais se apresentarem no seu melhor, dificilmente os campeões nacionais deixam escapar a vitória. Além disso, o Libolo possui jogadores muito experientes como Eduardo Mingas, Valdelício Joaquim e Luís Costa. A principal debilidade do Libolo está na posição de base, onde conta com Braulio Morais e Elmer Félix, que são dois jogadores que não têm sido regulares nas exibições. Milton Barros que é uma das grandes referências da equipa de Calulo, está lesionado.

No entanto, Com Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Luís Costa e Felipe Abraão da equipa do Cuanza Sul também superam na concorrência os “tricolores” na posição três (extremos), dado que Roberto Fortes e Pedro Bastos são os mais utilizados no lado petrolífero. Marcado para as 18 horas, as duas equipas tudo vão fazer por conquistar a vitória. Contudo, apenas uma equipa pode consegui-lo. O Petro de Luanda tem caracterizado a prestação positiva da época no colectivismo. Enquanto o Recreativo Libolo, por sua vez, vale-se muito do individualismo dos jogadores que fazem a diferença no campeonato.

Seriedade, trabalho, estratégia, humildade, dignidade, força, determinação, garra, treino, tudo isto tem de estar interligado para que se chegue a vitória. E estamos em crer que tanto o Recreativo do Libolo como o Petro podem levar em conta todos esses itens para chegar a vitória. Nada se faz por acaso. E o Petro, a equipa que pretende voltar a levantar o troféu, tem de superar-se a si própria para atingir esse desiderato. É urgente vencer hoje para empatar os Play-offs, a melhor de sete e continuar a sonhar com o desejado título. Uma tarefa que não se afigura fácil, já que o Libolo também partilha o mesmo desejo.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »