Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Esperana na vitria

25 de Janeiro, 2020
Com um saldo de duas derrotas e dois empates cada, o 1º de Agosto e o Petro de Luanda vão procurar obter hoje a primeira vitória na presente edição da Liga dos Campeões Africanos de futebol, quando defrontarem o Zesco United e Mamelodi Sundowns. O triunfo afigura-se, para já, como o único resultado capaz de colocar, ainda, os dois embaixadores angolanos na rota dos quartos-de-final da competição.
Por isso, a eventual vitória do campeão em título e do vice-campeão angolanos, respectivamente, assume-se crucial nos desafios que vão realizar nos Estádios Levy Mwanawasa e 11 de Novembro, frente aos emblemas da Zâmbia e da África do Sul.
À entrada desta quinta jornada da maior prova de clubes da Confederação Africana de Futebol (CAF), os militares do “rio seco” somam dois pontos no Grupo A, à semelhança do emblema tricolor do “eixo-viário”, que desfila no C.
Daí, quer o 1º de Agosto, quer o Petro, vêem-se obrigados a acelerar a passada na perspectiva de conseguirem o eventual triunfo nos jogos desta tarde, que a acontecer pode relançar a esperança de um e outro puderem, ainda, chegar aos quartos-de-final.
É, para já, uma missão deveras dificílima, mas, que no entanto, não se afigura como impossível para os dois embaixadores angolanos na “Champions League”. Aliás, tem-se dito que a esperança é última coisa a morrer. E, de certeza, é aliando no espírito desse velho aforismo popular que o 1º de Agosto e o Petro vão fazer tudo o que estiver ao seu alcance esta tarde para lograr a vitória frente ao Zesco United e Mamelodi Sundowns.
É ponto assente que a equipa do “rio seco” vai actuar neste jogo da quinta jornada da Liga dos Campeões com uma contrariedade, face à lesão do profícuo médio ofensivo de 17 anos, Zito Luvumbo, que está a contas com uma lesão que lhe vai afastar dos relvados por um período de seis meses. Ainda assim, esse aspecto não pode estorvar, de forma alguma, a intenção de obter os três pontos esta tarde frente ao Zesco United.
Já a turma do Catetão pode esfregar as mãos de contente, pois o brasileiro Toni, que falhou o jogo do arranque da segunda volta do Girabola Zap, frente ao Wiliete de Benguela, que se saldou num empate nulo, está disponível para actuar no “onze inicial” frente ao Mamelodi Sundowns. O defesa Wilson Eduardo e o médio-ofensivo ghanense Musah, recuperados das lesões que os apoquentavam, também estão em prontidão.
De resto e a julgar pelas ambições que quer o 1º de Agosto, quer o Petro, ainda têm em relação a esta edição da “Champions”, vamos torcer para que ambos façam hoje, frente aos seus oponentes, que somam dois e dez pontos cada, uma boa figura. E isso pressupõe alcançar a tão ansiada primeira vitória, que a acontecer pode afigurar-se como o colocar da cereja no topo do bolo. Aguardemos…

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »