Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Excelente prestao

31 de Outubro, 2019
A Selecção Sub-17 de futebol está no caminho certo. Ao menos, assinala uma prestação que está a corresponder às expectativas. Pois, o que dela se esperava, era uma prestação que fosse capaz de levá-la a passar à primeira fase da prova, para evitar, deste modo, aquilo que tem vindo a ser quase uma regra para as honras em provas que participam.
Sempre dissemos que o segredo consistia na capacidade de absorção do que se fez no estágio pré-competitivo, em Goiânia, em que terminaram com um saldo extremamente positivo. E, pelos vistos, foi exactamente o que trataram de fazer, conseguiram escancarar os oitavos -de -final muito antes do derradeiro jogo da fase de grupos.
Trata-se, sem dúvida, de uma prestação a todos os títulos brilhante, diga-se mesmo inédita, na história do futebol angolano. Pois, mesmo a selecção de Sub-20 que em 2001 na Argentina também passou da primeira fase, não o fez de forma tão convincente como o fazem, agora, os comandamos de Pedro Gonçalves.
A meta alcançada constituiu um tónico para a empreitada a seguir. O próximo adversário, atende pelo nome de Brasil, dono de uma maturidade reconhecível, factor a que agrega ainda a condição de anfitrião, para quem não existirá outro objectivo no torneio que não seja a conquista, a fazer valer a tese segundo a qual, quem organiza fá-lo para ganhar.
Entretanto, consumada a qualificação aos oitavos -de -final, vai ser um jogo a encarar fora de qualquer espécie de pressão. Seja qual venha a ser o desfecho, não há-de alterar nada do que já está consumado. Será, no fundo, um jogo para fechar a primeira fase, quiçá, em que o técnico venha a dar ao luxo de fazer poupança de algum recurso energético.
Devemos fazer uma corrente de força, a ver se a equipa se dê igualmente bem nos oitavos -de -final, e ir um pouco mais além, o que será bastante salutar para a reputação do nosso futebol e para o bom nome de Angola, que ao longo nos últimos anos está a esmerar-se para a conquista de um lugar mais visível e prestigioso na montra do futebol mundial.
Última palavra: contra o Brasil, em função do que é, em termos de experiência e de história, sendo que a qualificação aos oitavos -de -final é um facto, o importante será jogar para um resultado que não seja comprometedor, sob pena de consentir um belisco à boa imagem do que já foi conquistada. Vamos a isso...

Últimas Opinies

  • 17 de Fevereiro, 2020

    Cartas dos Leitores

    Aproveitamos para encorajar os atletas, à equipa técnica e endereçámos uma palavra directa ao treinador e à Federação.

    Ler mais »

  • 17 de Fevereiro, 2020

    A prata de casa

    Circularam informações nos ‘midias’ e particularmente no nosso jornal, na semana finda, dando conta do possível regresso de Carlos Dinis ao comando técnico da Selecção Nacional de basquetebol sénior masculina.

    Ler mais »

  • 15 de Fevereiro, 2020

    Grandes focados no topo do Girabola

    Depois de verem gorados os seus intentos de chegarem a última etapa da Liga dos Campeões, mais concretamente nas meias-finais, pela fraca prestação conseguida na fase de grupos desta maior prova da Confederação Africana de Futebol (CAF), 1º de Agosto e Petro de Luanda estão agora focados no Girabola Zap.

    Ler mais »

  • 15 de Fevereiro, 2020

    Cartas dos Leitores

    Entramos bem. Criamos oportunidades de podermos sair a ganhar nos primeiros 45 minutos, mas não conseguimos porque o nosso meio campo não conseguia transportar a bola para o ataque. Aliás, não é fácil jogar no campo do Desportivo da Huíla.

    Ler mais »

  • 15 de Fevereiro, 2020

    Problemas de sempre

    Em tempo de crise e em que se recomenda o aperto dos cintos, o nosso desporto vai-se revelando como um «parente pobre» do sector.

    Ler mais »

Ver todas »