Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Expectativa em Calulo

11 de Julho, 2015
O campeonato entrou, ontem, na sua fase decisiva, em que os potenciais candidatos ao título, têm de esgrimir os argumentos, em campo, para poderem lograr os objectivos primários, que é a conquista do título e as equipas menos cotadas, ou as com menos argumentos competitivos apresentados, até agora, têm de fazer-se à vida para continuarem entre os grandes do futebol nacional.

Temos pois, o Girabola, seguramente, a principal competição desportiva do país, o que arrasta multidões e mais agentes desportivos e que mais dinheiros movimenta, daí, a forma como é abraçado pelo povo, amiúde disputado com muita entrega dos jogadores aos seus emblemas, mas também, no sentido inverso, aquela que mais suspeições de inverdades desportivas acarreta sobre si.

A segunda volta proporciona-nos esta tarde, em Calulo, um prato suculento, com dois campeões nacionais a descerem ao relvado do estádio local, com os seus jogadores ávidos de vitória, além das contas que os dois conjuntos têm de saldar.

Por norma, a equipa militar consegue bons resultados, no reduto do seu adversário de mais logo, com as estatísticas a seu favor, em função disso, mas as estatísticas não ganham jogos.

No futebol, a eficácia ofensiva, com a transformação das oportunidades criadas na marcação de golos, é que determinam os resultados. No aspecto de realce de golo, marcados e sofridos, os dois conjuntos estão igualados (22-10), pelo que se os ataques superarem as defesas, vamos ter naturalmente os golos, que podem animar o jogo.

Esta tarde, o Libolo pode jogar sem pressão, porque o encontro com os militares não decide nada, ainda porque tem a vantagem de quatro pontos sobre os outros candidatos.

No sentido inverso, 1º de Agosto sente a falta de pontos que desperdiçou no começo de campeonato atípico, com resultados menos conseguidos, que o colocaram durante algumas jornadas num lugar, que nunca foi o seu, ao fundo da tabela classificativa.

Passada a tempestade, ei-lo com garra a tentar posicionar-se no topo. O conjunto recuperou bem, mas sabe que ceder pontos em Calulo pode constituir um grande revés às suas aspirações.

Na luta pelo título, o 1º de Agosto tem o Libolo à frente com a vantagem acima descrita, mas tem também a parceria do Kabuscorp, pelo que a ideia principal é recuperar pontos do Libolo e afastar os palanquinos da partilha do segundo posto.

Uma dupla missão, como se pode ver.

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »