Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Expectativa na Srvia

06 de Dezembro, 2013
A grande maioria dos prosélitos da modalidade está expectante num bom desempenho do “sete” nacional e acredita n um excelente campeonato, mantendo no mínimo a classificação passada apesar do processo de renovação iniciado.

Angola defronta amanhã a Argentina e tem grandes hipóteses de começar a prova com o pé direito, em função do nível do adversário. As pupilas de Vivaldo Eduardo defrontaram em 1999 as sul-americanas com um resultado confortável (37-13). De lá para cá passaram-se 14 anos e muita coisa mudou.
Para o jogo de amanhã espera-se uma Argentina difícil. Com objectivos muito mais ambiciosos, o país sul-americano definiu como objectivo na primeira fase da competição vencer Angola e o Paraguai para continuar em prova. As metas argentinas foram avançadas com algum sentido, daí que todas as precauções devem ser poucas para se evitar surpresas desagradáveis.

Começar com uma vitória é também uma maneira de motivar o grupo para os próximos desafios. Os resultados conseguidos durante o período de preparação permitem aferir que as angolanas têm condições de chegar à próxima fase e a partir daí ensaiarem a estratégia para assegurar o objectivo, que é a melhoria do oitavo lugar conseguido no Brasil.

Em quatro jogos, durante o estágio pré-competitivo na Sérvia, Angola venceu dois jogos e perdeu outros dois. Mais do que tirar ilações sobre os resultados, o seleccionador nacional Vivaldo Eduardo aproveitou os amistosos para avaliar o desempenho da equipa, que conta com a integração de muitas jovens.

Em função do quilate dos adversários que defrontou, o técnico mostrou-se satisfeito pela evolução que o grupo vem apresentando, o que permite vislumbrar uma boa campanha no Campeonato do Mundo que ontem arrancou na Sérvia e que se disputa até o próximo dia 22 deste mês.

Depois da Argentina, Angola defronta o Paraguai (dia 9) Polónia (10), Noruega (12) e Espanha (13), os três últimos tidos como os jogos em que pode enfrentar maiores dificuldade atendendo ao poderio competitivo dos opositores.

Seja como for, as angolanas tudo vão fazer para defender o prestígio do país e do continente que representam, onde detêm a hegemonia da modalidade no sector feminino com um total de 11 títulos conquistados, indo em Janeiro próximo à procura do décimo segundo troféu em África.

Últimas Opinies

  • 17 de Agosto, 2019

    Girabola Zap periclitante

    A festa do futebol está de regresso. Com o retorno do Campeonato Nacional da I Divisão, vulgo Girabola Zap 2019/2020, a alegria do povo volta à ribalta e com ela a euforia, a competitividade.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    De volta a febre pelo futebol!...

    Para a alegria dos seus aficionados, está de regresso a maior festa futebol nacional, o Girabola Zap. Uma prova que inflama paixões e leva alegria para os vários estádios espalhados pelo país.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estamos mais preocupados com a integração dos novos atletas  e perceber qual o momento desportivo e a partir daqui,  entrar numa outra fase de desenvolvimento e novamente.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    Baptismo do Wiliete

    Depois da abertura ontem da 42ª edição do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, vulgo Girabola Zap, com o jogo Clube Desportivo da Huíla (CDH) - FC Bravos do Maquis.

    Ler mais »

  • 15 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Se até agora estivéssemos com as estratégias todas consolidadas, com os atletas em boa forma física e excelente dinâmica, podia também nalguns casos.

    Ler mais »

Ver todas »