Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Festa da bola ao cesto

26 de Outubro, 2013
Desta vez, têm a honra de fazer a festa do desporto em solo angolano, pessoas com necessidades especiais. Trata-se, neste particular, a par de outros, de eventos que visam promover, incentivar e proporcionar às pessoas portadoras de deficiência não apenas a prática de actividades desportivas mas a sua inserção social com todos os benefícios, direitos e deveres que lhes são reconhecidos universalmente.

O Campeonato Africano de basquetebol em cadeiras de rodas é, pois, mais uma oportunidade de as pessoas com deficiência demonstrarem as suas capacidades e habilidades e também uma forma de evidenciarem que estão prontas e podem contribuir, apesar das limitações de ordem física ou outra, para o desenvolvimento multifacetado de qualquer sociedade, esperando desta um olhar descomplexado e a sua aceitação sem nenhum tipo de discriminação.

Angola tem sido um exemplo de promoção e expansão do desporto paralímpico em África, tendo merecido por esse trabalho o reconhecimento de outros países, que atribuíram a presidência do Comité Paralímpico Africano a Leonel da Rocha Pinto, presidente do Comité Paralímpico Angolano.

Foi em função da estratégia que tem adoptado, desde que assumiu a responsabilidade de definir a política do desporto paralímpico no continente africano, que Angola recebeu o convite para acolher este Campeonato Africano, quando o Egipto, país inicialmente indicado para organizar o evento, mostrou-se à última hora indisponível face à situação de instabilidade política que vive.

Rapidamente, em menos de um mês, o país mobilizou recursos humanos, financeiros e materiais e criou todas as condições indispensáveis para o êxito deste evento que hoje tem início. Para o efeito, reabilitou e adaptou infra-estruturas, adquiriu meios de transporte adequados, mobilizou diversos órgãos do Estado para a execução de tarefas específicas e convocou uma vez mais o público para o incondicional apoio.

Com o lançamento da bola ao ar hoje, os angolanos vão ter a oportunidade de presenciar, durante uma semana, mais uma festa desportiva e mais uma convivência entre “irmãos” do mesmo continente. Na quadra de jogo vamos poder observar a magia que os desportistas são capazes de fazer no basquetebol, vibrando com os dribles, os passes e os pontos de baixo da cesta ou partir da linha dos seis metros.

Como anfitrião, Angola quer subir ao pódio. Por aquilo que já fez nos campeonatos anteriores, tem capacidade para lá chegar, mas no desporto nem sempre o querer é poder. Portanto, mais do que a ambição de erguer a taça, o importante é que o país volte a deixar a marca da sua excelência organizativa e que o campeonato decorra sem quaisquer sobressaltos, dentro do maior espírito de “fair-play”.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »