Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Fifa em eleies

26 de Fevereiro, 2016
Tem hoje lugar a eleição do novo presidente da Federação Internacional de Futebol Amador-Fifa, um acto que está a ser aguardado com redobrada expectativa. Trata-se, a bem dizer, que se aproxima o fim de uma era e o futebol mundial entra num momento crucial para mudanças. Quando o dia de hoje terminar já se saberá o nome do novo presidente, que assume o lugar do banido Joseph Blatter.

Na verdade, com a Fifa envolvida num escândalo de corrupção sem precedentes, o presidente a ser eleito terá a responsabilidade de liderar a organização no período mais negro da sua história e conceber reformas profundas para que a reputação da entidade seja restaurada a médio ou curto prazo.

Joseph Blatter, suíço de 79 anos foi o ano passado reeleito como líder do organismo máximo do futebol mundial, mas poucos dias depois anunciou a renuncia do cargo para o Congresso deste ano. Ou seja, a Fifa vai ganhar um novo chefe pela primeira vez desde junho de 1998, altura em que o brasileiro João Avelenge passou testemunho a Blatter.

A eleição, que envolve cinco candidatos, será realizada no Hallenstadion, na cidade onde fica a sede da Fifa, Zurique, na Suíça, sendo que os delegados da Fifa vão votar em quem apresentar um programa mais convincente voltado para a promoção do futebol ou que eles acharem que é o melhor candidato para suceder Blatter no comando da organização.

No fundo, todos os candidatos se assumem homens do futebol, sendo que dois deles nomedamente o príncipe Ali bin Al Hussein e Jerôme Champagne já estão há muito ligados como funcionários ao órgão máximo do futebol mundial. Aliás, o primeiro, e como todos ainda estarão lembrados, perdeu a favor de Blatter na última eleição. Ele é um ex-vice-presidente da Fifa.

Por sua vez, Jerôme Champagne é também é um ex-vice-secretário geral da Fifa. Na última eleição não conseguiu reunir indicações suficientes no prazo exigido positivamente de Blatter.O seu discurso basea-se numa maior transparência na Fifa, no corte no número de vagas de seleções europeias para a Copa do Mundo e na manutenção do número de associações-membro da Fifa.

Depois destes, outros candidatos Gianni Infantino, suíço de 45 anos que optou entrar na corrida após o banimento de Michel Platini já que os dois trabalharam juntos na Uefa. Shaikh Salman Bin Ibrahim Al-Khalifa - Presidente da confederação asiática de futebol, Tokyo Sexwale - O político sul-africano.

Cada um destes leva na manga os seus trunfos. O primeiro quer expandir o número de participantes na Copa do Mundo para 40, o que não se sabe se consegue ou não já que o campeonato com 40 equipas levaria mais tempo de disputa, ao invés dos 30 dias que tem durado ao longo das últimas edições em que é disputado por 32 duas selecções.Mas tudo isso, são apenas propostas que constam das linhas de força de cada candidatos. A palavra final será determinada pelo delegados da fifa com direito a voto. Mas o certo mesmo é que depois do escândalo que abalou o organismo é imporatante que se ponha ordem na casa. Que venha daí o novo presidente da Fifa.

Últimas Opinies

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    O honroso sexto lugar do nosso hquei em patins

    A recente participação de Angola no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que decorreu em Barcelona, Espanha, e que o nosso país se classificou em sexto lugar.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso período pré competitivo, nesta segunda quinzena de Julho, já queria ir para uma paragem, onde tivesse campos e equipas para realizarmos jogos.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

Ver todas »