Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Girabola de todos

19 de Agosto, 2019
Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola. É enorme a alegria do público que vive com redobrada paixão, as emoções do futebol doméstico. Para trás, ficaram largas semanas de defeso, quase sempre incómodas para esmagadora maioria dos que apreciam o belo e a arte, que há no jogo do pontapé na bola.
Com base no calendário, serão perto de nove meses de muita refrega nas quadras de futebol e também muitas emoções, com frustrações de permeio. Porque o futebol tem a particularidade de mexer com todas as sensibilidades, de criar motivos de alegria aqui, é de tristeza ali, tudo determinado pela forma como os adeptos interpretam os resultados, dos respectivos emblemas em competição.
A prova arrancou, não de forma diferente, em relação às outras edições, com a mesma carga emotiva, com os mesmos candidatos, com as mesmas promessas. De outro modo, também não podia ser, sabe-se, à partida, quem são as equipas mais capazes, as menos capazes e as outras que não estão, nem tão para cima, nem tão para baixo.
Apesar de cumprir com o que dela se podia esperar, a primeira jornada não deixou ainda indicadores, de como podem vir a ser as coisas mais lá para frente. Aliás, isto é próprio. Uma jornada não oferece, nem mesmo ao mais atento observador, a leitura pormenorizada do que pode vir a ser os contornos da prova, na fase mais adiante. Entretanto, que houve jogos interessantes, lá isto houve.
No cômputo geral, as equipas apresentaram-se em grande, quer se fale das vencedoras, como das que entraram a perder. A estas últimas, não podemos tirar o mérito. Pois, o começo nem sempre é fácil. Para muitas, precisa-se ganhar rodagem para acertar, explodir e adquirir mais capacidade reactiva.
As próximas jornadas vão ser, seguramente, mais auspiciosas, de resto, esse é o elemento que concorre para a qualidade do torneio. Por ora, contentemo-nos, apenas, com o facto das emoções terem voltado às quadras e exercerem o domínio sobre os homens. Bem haja Girabola...

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »