Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Hoje temos campeo

10 de Outubro, 2015
O Girabola de 2015 chega hoje ao fim, com muitas indefinições no ar, motivo por que transporta as emoções da prova até à derradeira ronda, a partir daí fica a conhecer-se o campeão e as duas restantes equipas que descem para o segundo escalão.

Um cenário, que até poucas jornadas atrás era impensável, particularmente na questão do título, dada a vantagem que o Recreativo do Libolo registava em relação aos seguidores.

Em boa verdade, os números de avanço que os libolenses levavam em relação às outras equipas que lutavam pelo título, Benfica de Luanda, na segunda posição, e depois Kabuscorp e 1º de Agosto, faziam supor que a consagração da equipa de Calulo era questão de uma ou duas jornadas, sem nunca se perspectivar o cenário actual, com a equipa a ter de lutar pela vida num estádio tradicionalmente difícil para qualquer equipa, e onde o dono do reduto só se salva da despromoção, hoje, com uma vitória.

Expectante, está o 1º de Agosto que tem de fazer o seu trabalho, derrotar o Recreativo da Caála e esperar que no Buraco, a Académica se encha de brios para despachar o ainda campeão.

Estamos perante um quadro, que no fim do Girabola, é dramático no Lobito. Se a Académica perde ou empate diz adeus à primeira divisão, se o Libolo não pontuar, corre o risco de morrer na praia, depois de manter uma liderança absoluta ao longo de quase todo o campeonato.

Os estudantes entram nas contas do título, mas surgem também nas matemáticas que se fazem, em relação às equipas a serem despromovidas. As equipas da Académica, Bravos do Maquis e Sporting de Cabinda, têm hoje a vida definida, mas a formação lobitanga é a única que depende de si, sabe que jogam entre si os acompanhantes do Domant para a Segunda Divisão na disputa Bravos do Maquis e o Sporting de Cabinda no reduto do primeiro.

Os dois conjuntos têm 30 pontos, em caso de igualdade e no recorrer-se ao sistema de desempate, os maquisardes ficam em vantagem, com empate e vitória nos dois jogos que as duas equipas disputaram.

Desde 2011, que o Girabola não se decidia na última jornada, então conquistada pela primeira vez pelo Recreativo do Libolo (venceu ainda em 2012 e 2014), logo, estamos perante um final electrizante, com olhos e ouvidos direccionados para Luanda, Lobito e Luena.

Com os jogos a disputarem-se à mesma hora, espera-se que o Girabola termine como começou, uma verdadeira festa da bola e um espectáculo de multidões, sempre dentro do fair-play.

O Girabola conhece hoje o campeão, que vença o melhor.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »