Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Indefinio na bola ao cesto

02 de Maio, 2015
O campeonato nacional da bola ao cesto vive uma fase de indefinição, salutar, é bom que se diga, para gáudio dos adeptos que têm ocorrido aos recintos de jogo.

Sem vencedores antecipados nos jogos programados, torna-se difícil vaticinar resultados, pois, em função desta indefinição, todo e qualquer prognóstico é falível, o que torna assim interessante a luta que as equipas fazem em busca do melhor resultado, neste caso a vitória, para que possam aumentar o seu pecúlio de pontos.

Havendo cinco equipas para apenas quatro lugares nas meias-finais, o comportamento das formações não segue uma cadência no mesmo sentido. Por outras palavras, hoje uma formação pode obter uma vitória estrondosa, como amanhã claudicar de forma quase inexplicável.

Daí que o campeão Libolo, mesmo a liderar a campanha, tenha já sofrido um revés, quando tudo indicava que estava no caminho certo para o seu melhor apuro de forma, com todas as suas unidades disponíveis para chegar ao primeiro lugar no fim desta fase.Outro exemplo poderia ser o do 1º de Agosto, que deu um salto na tabela classificativa e conseguiu apanhar o Petro de Luanda e posicionar-se a um ponto do actual campeão em título, o que de certo modo avivou, ainda mais, a luta pelo primeiro posto.Num outro ângulo, o caso do Interclube é quase atípico, se atendermos que a equipa reforçou-se para chegar longe, mas neste momento é a única formação que nesta fase ainda não venceu.

A equipa queixa-se de más arbitragens e, verdade seja dita, o órgão reitor da arbitragem do basquetebol nacional já devia vir a terreiro fazer vincar a sua posição, tal é a forma como treinadores e dirigentes dos polícias mostram a sua indignação por alegadas irregularidades das arbitragens nos jogos em que a sua formação está envolvida, equacionando-se, inclusive, a não participação em próximas edições da prova nacional, como protesto por todas essas situações menos boas.

Pondo de parte tudo isso, o Interclube corre o risco de não figurar entre as equipas que vão disputar o play-off, porque o ASA aparece melhor posicionado e, certamente, com níveis motivacionais mais altos.Há pois motivos para esperar pelo desfecho desta fase do "nacional" de basquetebol. Nada está definido nesta altura, embora a luta pelo primeiro lugar se restrinja apenas a três formações e de onde deverá, desde já, sair o próximo campeão nacional, a não ser que aconteça, por exemplo, uma grande surpresa, com a intromissão do Interclube e do ASA.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »