Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Jogo de colossos

20 de Setembro, 2014
É para Calulo, pequena e acolhedora vila no coração do Cuanza Sul, para onde se voltam esta tarde as atenções daqueles que fazem do futebol uma festa, um convívio permanente, deleitando com a sua magia, umas vezes festejando com as conquistas das cores que defendem e noutras rendendo-se ao desânimo quando as coisas não correm de feição.

São culpados por este virar de atenções as formações do Recreativo do Libolo e do 1º de Agosto, que jogam para a 24ª jornada do Girabola. Elas integram o selecto grupo das equipas mais referenciadas do nosso futebol, capazes por isso mesmo de, no confronto directo, produzirem um espectáculo futebolístico que agrade a todos os assistentes.

Há, realmente, um desnível acentuado entre as duas turmas em termos pontuais. O Libolo é líder incontestável da prova ao passo que o 1º de Agosto há muito atirou a toalha ao tapete, na confirmação de mais um ano aziago, que se soma a outros, não poucos, em que anda mergulhado no jejum. Mas este aspecto não retira interesse ao jogo desta tarde.

Aliás, o 1º de Agosto, o mesmo se pode dizer do Petro de Luanda, adquiriu um estatuto que lhe permite viver não só de conquistas mas também da história. Independentemente da posição classificativa que ocupe, um jogo que envolve os militares é sempre um jogo que motiva e movimenta multidões para o estádio. E o desta tarde não foge à regra.

Entretanto, quem nele tem maiores obrigações é a equipa da casa que precisa de pontos que lhe permitam arrumar em definitivo a questão do título e seguir para o fim da competição sem mais preocupações. Ou seja, com as faixas de campeão já encomendadas, a exemplo do Kabuscorp do Palanca na edição passada.

Na eventualidade de uma vitória esta tarde, o Recreativo do Libolo precisa apenas de mais uma vitória para quebrar as esperanças das outras equipas,que matematicamente ainda se acham em condições de chegar ao pleno. De certeza que para isso a equipa trabalhou e para isso vai bater-se durante os 90 minutos.

O que vai emprestar maior despique à partida é que ao 1º de Agosto também interessam os três pontos. Pois, vislumbrando o título a milhas, não perdeu a esperança de chegar ao segundo lugar, que afinal também dá acesso às competições africanas de clubes no próximo ano. Por tudo isso, espera-se por um jogo disputado do princípio ao fim entre os dois colossos do nosso futebol.

De resto, é o título que entra em disputa, sendo que depois de ter já defrontado o campeão nacional, este é o último adversário forte que o Libolo vai defrontar. Por outras palavras poder-se-á dizer que nas mãos do 1º de Agosto está a salvação da graça do campeonato. Afinal é sempre interessante que o título se dispute até à última jornada. Enfim, é um jogo que promete...

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »