Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Jogo decisivo

13 de Maio, 2019
O campeonato nacional de basquetebol Unitel-basket pode conhecer hoje o campeão nacional. Logo mais teremos o quarto jogo da final do playoff a melhor de sete jogos entre Petro de Luanda e 1º de Agosto. Os petrolíferos levam vantagem sobre o adversário, estando a vencer nesta altura por 3-0, um resultado que, na verdade, tem colhido todos de surpresa em função daquilo que os militares nos deram a ver na fase regular e noutras provas como a Taça de Angola e o apuramento para a Afroliga.
Os petrolíferos dominaram os jogos no Vitorino Cunha e foram vencedores no primeiro na Cidadela Desportiva. Portanto, têm meio caminho andado para a consagração, sendo que apenas um deslize fatal poderá poderá inviabilizar a concretização do seu principal objectivo.
Mas para o 1º de Agosto, que na condição ao título tem a obrigação de revalidá-lo nada ainda está perdido. O \"volt-face\" ainda é possível, e vai conjugar esforços redobrados no sentido de dar a voltar por cima. Aliás, no último jogo Paulo Macedo já mostrou um equipa mais ousada e determinada.
Em defesa da suspense e do interesse do campeonato seria bom que o ele tivesse mais estrada quanto, mais não seja uma forma demonstrativa do prestígio das duas equipas finalistas. Mas tudo isso será determinado pela prestação e pela reacção dos prolíferos.
Ainda assim, é quase um dado adquirido que não vai o 1º de Agosto se deixar perder por 4-0. Dai que é de esperar pelo jogo de hoje uma disputa acirrada, de modo a fazer com que o campeonato vá mais para lá. Ou seja, não termine ainda, o que até seria inédito na sua História recente.
Lembremo-nos que na edição passada o 1º de Agosto vencia por 3-0 tendo o Petro reduzido para 3-1, para depois perder no quinto jogo. Portanto, chegou-se ainda ao quinto dos sete jogos, o que pode não ocorrer desta vez caso o 1º de Agosto continue a se revelar inofensivo, sem chama, sem garra e sem determinação.
Pensamos que não é isto também que a massa associativa do 1º de Agosto espera. Como detentor do título ainda que não tenha arcaboiço para ir mais além, mais que não venda a derrota a baixo preço. Daí que precisa fazer tudo mais alguma coisa no jogo de logo mais para adiar a consagração do Petro de Luanda.
É enorme a expectativa em torno do jogo. Pois, se petrolíferos esperam que seja hoje a abertura do champanhe, militares pensam de forma contrária. Esperam que a sua equipa consiga reduzir a desvantagem no resultado e depois sair à luta pela recuperação do terreno perdido, a ver se ainda consegue chegar à revalidação. Mas será que ainda chega lá? Eis a questão que fica no ar.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »