Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Jornada aliciante

16 de Agosto, 2015
O jogo entre as turmas militar e a sambila é sempre interessante, mesmo quando as duas equipas se situam longe do seu melhor.

Este ano, por exemplo, as duas agremiações têm um desempenho muito irregular, bem longe das épocas que já lá vão, onde eram o centro de todas as atenções, por integrarem o lote de possíveis candidatos ao título, ou pura e simplesmente por reunirem naipes de jogadores de grande gabarito e que na quadra se rivalizavam de forma espectacular e salutar. Desta vez podemos dizer que a luta pelo título não faz parte das suas prioridades, contudo, o ambiente e a expectativa à volta do jogo mantêm-se, pelos objectivos que ambas perseguem. Distantes do líder ambas primam pela dignidade. Na tabela classificativa as duas equipas estão separadas por oito pontos (1º de Agosto 34 e Progresso, 26 pontos).

Os militares procuram ficar entre os três primeiros, enquanto o Progresso luta para evitar a pior classificação de sempre, estando que parece estar ameaçada a sua eterna sexta posição. Nas seis jornadas já disputadas na segunda volta, as duas equipas têm vindo a dar bons indicadores, o que de alguma forma ou doutro empresta maior interesse ao jogo desta tarde.


Ainda em Luanda, a sétima jornada da segunda volta reserva-nos ainda o Kabuscorp - Domant do Bengo. Embora tratando-se de um jogo que pouco ou nada promete dado o desnivel entre as equipas, têm porém a particularidade de envolver o clube que mais adeptos movimenta no futebol angolano. Declarado candidato ao título a turma do Palanca ainda continua a sonhar, já que matematicamente tudo é possível.

Voltando ao começo, o estádio 11 de Novembro foi o escolhido para receber o velho clássico, que está a agitar os adeptos do 1º de Agosto e Progresso, que esperam um grande jogo, pautado pela disciplina e pelo fair-play. A diferença pontual que as separa vai ser levado em conta, embora o título já não faça parte das suas contas.

No topo da tabela, o campeão em título e líder isolado da prova, Recreativo do Libolo, tem aparentemente a tarefa mais facilitada, apesar de jogar fora do seu ambiente. Defronta em Cabinda o Sporting local. Mas terá de observar muitas cautelas, já que nem sempre os leões do norte se deixam domar no seu reduto. Para um líder qualquer tropeço pode ser fatal nesta fase da prova.

Pensamos, que com maior ou menor dificuldade, a equipa de Calulo que na jornada passada foi travada do Dundo, vai conquistar os três pontos em disputa, diante de um adversário que vai também dar o máximo para dificultar a sua tarefa. O Petro de Luanda , por sua vez, viaja até à Caala, onde vai defrontar o Recreativo. É também uma deslocação difícil, para os petrolíferos.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »