Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Jornada frtil

24 de Outubro, 2016
Uma jornada e tantas, assim se pode caracterizar a ronda do Girabola que ontem por alguns momentos parou o país, para gáudio dos amantes do desporto-rei, dos aficcionados do 1º de Agosto aos apoiantes do Porcelana, duas equipa que estão em extremos opostos no tabela de pontuação da prova.

Numa atitude sensata, a Federação Angolana de Futebol decidiu marcar os jogos da ronda 28 todos para à mesma hora e nesse aspecto tanto as equipas que lutam pelo título como as que estão envolvidas na luta pela não despromoção não se podem queixar de ter havido falta de verdade desportiva. Todos os conjuntos partiram nas mesmas condições e esse aspecto vai perdurar até ao fim do campeonato.

Ontem, a luta pelas primeiras posições não registou alterações, com os três primeiros embalados. O1º de Agosto conseguiu no recinto do Interclube uma vitória com números expressivos, com um resultado a todos os títulos humilhantes. Os polícias não tinham nada a perder, isso é verdade, mas nada indicava que no seu próprio reduto perdessem copiosamente, ainda que fosse diante do líder do campeonato, esse senhor 1º de Agosto que tem passada de campeão.

A formação militar faz o seu trabalho e atira a pressão para as equipas que estão na sua peugada, Petro de Luanda e Recreativo do Libolo, que depois de verem o líder a passear classe em terreno alheio, apenas rezam por um desaire militar.

Nesta questão da luta pelo título, o Petro de Luanda até leva vantagem sobre o campeão, pois acalenta esperanças de poder resolver tudo na última jornada se a actual situação se mantiver, ou seja, com os dois conjuntos separados por três pontos até à disputa da última jornada.

O caso do Libolo é mais complicado, pois tem de ultrapassar primeiro os petrolíferos e esperar por um tombo do líder do campeonato, duas tarefas nada fáceis, quando a prova caminha para o seu final.

A jornada de ontem também mexeu com a cauda da classificação. O 1º de Maio pode ter dito adeus ao Girabola, após perder em casa com o seu vizinho do Lobito, uma descida que nada tem de novo se atendermos aos constantes sobe-desce da formação proletário que no Girabola vive um grande calvário, longe da grande equipa que foi em tempos idos.

Com o campeonato prestes a cerrar cortinas, espera-se pelo destino definitivo das equipas que não tiveram competência para ficarem entre os grandes na próxima época. O ASA está num momento difícil pois ainda não conseguiu os pontos necessários para garantir a sua permanência e isso será um dos grandes atractivos na próxima jornada, quando defrontarem o líder.Decididamente, este Girabola Zap ainda vai dar muito pano para manga.

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »