Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Jovens optimistas

03 de Julho, 2016
Os países da comunidade acharam por bem reservar essa competição para aos atletas com idade até aos 16 anos, e por isso os jovens jogadores que vão estar em competição têm mais uma oportunidade para mostras as suas capacidades e potencialidades.

O convívio desportivo entre os países que falam português ainda não é o desejado, e por isso a reunião desportiva na Ilha do Sal é bem vinda. Nos países integrantes da comunidade há talentos ocultos, à espera de serem descobertos, e a participação nesses jogos é sempre uma boa oportunidade para isso.

Os jovens desportistas angolanos estão expectantes com essa participação, e chegar ao pódio nas diversas provas em que estarão presentes é uma das metas traçadas. Superar o terceiro lugar conquistado em 2014, em Luanda é um desafio que os angolanos encaram com naturalidade porque sabem que essa conquista está ao seu alcance.

Por norma, o Brasil e Portugal têm sido os países mais medalhados, com domínio em muitas disciplinas desportivas, mas Angola tem modalidades em que os nossos atletas são tradicionalmente fortes, como o basquetebol masculino e o andebol feminino, além do atletismo adaptado.

A Missão Angolana para os Jogos da CPLP colocou à disposição de cada atleta as melhores condições de trabalho. Para além de transporte, está salvaguardado os lanches e a água, antes, durante e depois dos treinos.

O Estado Angolano está consciente das suas responsabilidades e, mesmo em tempo de crise, faz o que está aos seu alcance para que os nossos representantes possam chegar ao local da competição nas melhores condições em termos de preparação.

Na Ilha do Sal, Angola vai estar presente com uma delegação formada por 116 pessoas entre atletas, treinadores, pessoal de apoio, médicos, oficiais e jornalistas. O país vai exibir-se nas modalidades de andebol (20 integrantes), atletismo (14), atletismo adaptado (10), basquetebol (18), futebol (25), natação (6), taekwondo (5) e voleibol de praia (8).

Nos jogos disputados em Luanda, Angola conquistou 34 medalhas, das quais seis de outro, dez de prata e dezoito de bronze, números que podem ser superados agora em Cabo Verde.

De 17 a 24 deste mês os jovens da CPLP voltam a juntar-se para mais uma jornada desportiva, num convívio que se espera fraterno, dentro dos ideais que unem os respectivos povos.

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »