Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Justa homenagem

23 de Setembro, 2017
Depois de tê-lo feito, em outras ocasiões, a Federação Angolana de Andebol (Fand) voltou ontem a manifestar a sua satisfação, por mais alguns resultados positivos alcançados pelas selecções nacionais no continente. Desta feita, a homenagem coube a duas selecções jovens, nomeadamente, a de juniores e a de cadetes, feminino.
Não obstante as dificuldades financeiras, o Ministério da Juventude e Desportos e a Federação, fizeram um esforço para colocar as duas selecções nas respectivas provas, que decorreram em Abidjan, a equipa sob batuta de Edgar Cunha arrebatou o troféu no “africano” de juniores, e a de cadetes, sob orientação técnica de Luís Chaves, chegou ao pódio, em terceiro lugar.
Com as conquistas alcançadas, as duas selecções garantiram presenças nos respectivos mundiais, com palcos na Hungria e na Polónia, em 2018. As mensagens de felicitações pelos feitos, não se fizeram esperar, a realçar a bravura das meninas, que aos poucos começam a ganhar o gosto pelas conquistas, seguindo as peugadas das seniores em que pontificam, certamente, jogadoras que são uma inspiração para estas jovens.
A homenagem visou destacar os feitos, foi também uma oportunidade para agradecer as atletas, com pequenas, mas significativas lembranças, e encorajá-las a manterem-se na mesma senda. Foi uma iniciativa que merece aplausos, pois, traduz o reconhecimento público a grupo de jovens, que através do desporto souberam elevar bem alto o nome país, e encheram de orgulho todos angolanos, de Cabinda ao Cunene e do Mar ao Leste, independentemente do credo político, religioso, ou outro, que cada um é livre de aderir. Como disse certa vez, o Presidente da República, numa das suas mensagens de felicitações dirigida a uma das selecções nacionais, as conquistas que orgulham o país representam \"o esforço constante de superação e valorização dos atletas e técnicos\", apelou de seguida à continuidade do trabalho, em prol de mais vitórias que elevem bem alto o nome de Angola.
Se por um lado, o estadista angolano reconhecia o esforço constante de superação dos atletas, por outro, instava a não adormecerem no feito alcançado, para que o país continue a mostrar o seu grande potencial em todas as modalidades, em que conseguiu impor-se por mérito.
A homenagem, pelo resultado alcançado, recentemente, pelas duas selecções jovens de andebol, em feminino, deve servir de incentivo à outras selecções, para que o país continue a somar vitórias no campo desportivo, sector que actua como uma verdadeira frente diplomática, para dar a conhecer ao mundo as potencialidades do nosso belo país, depois do fim da guerra e do alcance da paz definitiva.
Foi, portanto, uma justa homenagem, o gesto da Federação para com os atletas e equipas técnicas, que representaram condignamente o país, nos dois palcos africanos.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »