Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Justa homenagem

23 de Setembro, 2017
Depois de tê-lo feito, em outras ocasiões, a Federação Angolana de Andebol (Fand) voltou ontem a manifestar a sua satisfação, por mais alguns resultados positivos alcançados pelas selecções nacionais no continente. Desta feita, a homenagem coube a duas selecções jovens, nomeadamente, a de juniores e a de cadetes, feminino.
Não obstante as dificuldades financeiras, o Ministério da Juventude e Desportos e a Federação, fizeram um esforço para colocar as duas selecções nas respectivas provas, que decorreram em Abidjan, a equipa sob batuta de Edgar Cunha arrebatou o troféu no “africano” de juniores, e a de cadetes, sob orientação técnica de Luís Chaves, chegou ao pódio, em terceiro lugar.
Com as conquistas alcançadas, as duas selecções garantiram presenças nos respectivos mundiais, com palcos na Hungria e na Polónia, em 2018. As mensagens de felicitações pelos feitos, não se fizeram esperar, a realçar a bravura das meninas, que aos poucos começam a ganhar o gosto pelas conquistas, seguindo as peugadas das seniores em que pontificam, certamente, jogadoras que são uma inspiração para estas jovens.
A homenagem visou destacar os feitos, foi também uma oportunidade para agradecer as atletas, com pequenas, mas significativas lembranças, e encorajá-las a manterem-se na mesma senda. Foi uma iniciativa que merece aplausos, pois, traduz o reconhecimento público a grupo de jovens, que através do desporto souberam elevar bem alto o nome país, e encheram de orgulho todos angolanos, de Cabinda ao Cunene e do Mar ao Leste, independentemente do credo político, religioso, ou outro, que cada um é livre de aderir. Como disse certa vez, o Presidente da República, numa das suas mensagens de felicitações dirigida a uma das selecções nacionais, as conquistas que orgulham o país representam \"o esforço constante de superação e valorização dos atletas e técnicos\", apelou de seguida à continuidade do trabalho, em prol de mais vitórias que elevem bem alto o nome de Angola.
Se por um lado, o estadista angolano reconhecia o esforço constante de superação dos atletas, por outro, instava a não adormecerem no feito alcançado, para que o país continue a mostrar o seu grande potencial em todas as modalidades, em que conseguiu impor-se por mérito.
A homenagem, pelo resultado alcançado, recentemente, pelas duas selecções jovens de andebol, em feminino, deve servir de incentivo à outras selecções, para que o país continue a somar vitórias no campo desportivo, sector que actua como uma verdadeira frente diplomática, para dar a conhecer ao mundo as potencialidades do nosso belo país, depois do fim da guerra e do alcance da paz definitiva.
Foi, portanto, uma justa homenagem, o gesto da Federação para com os atletas e equipas técnicas, que representaram condignamente o país, nos dois palcos africanos.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »