Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Legislao desportiva

26 de Janeiro, 2015
Desde a aprovação, no ano passado, pela Assembleia Nacional da nova legislação desportiva, pouco ou quase nada se sabe sobre os diplomas legais que conformam o ordenamento jurídico do desporto em Angola. O Ministério da Juventude e Desportos tinha anunciado, na altura, uma série de acções para uma maior divulgação quer da nova Lei do Desporto, quer do Regime Jurídico das Associações Desportivas.

A verdade, porém, é que apesar da entrada em vigor, pouco ou quase nada se sabe destes instrumentos jurídicos, que trazem várias inovações no sentido de ajudarem a regular melhor a actividade desportiva no país.

Uma das matérias novas que traz, por exemplo, a Lei do Desporto é a criação do Conselho Nacional de Justiça Desportiva, um órgão que tem por objectivo dirimir os conflitos de cariz desportivo, devendo as demais matérias ser apreciadas pelos tribunais comuns da jurisdição angolana.
Numa altura em que cada vez mais surgem conflitos decorrentes de situações várias, a que nem sempre os órgãos especializados das distintas associações desportivas (associações, federações e clubes) estão em condições de dar resposta, é de todo urgente que no plano material o Conselho Nacional de Justiça Desportiva seja um facto.

Uma das situações levantadas por altura da aprovação dos dois diplomas foi a questão da sua regulamentação, situação que preocupava grande parte dos agentes desportivos, dadas as dificuldades que se colocariam na aplicação das normas jurídicas em vigor.

Entre as inquietações manifestadas na altura pelos agentes desportivos figuravam a regulamentação das leis, o financiamento das associações provinciais e a clarificação do papel do Conselho Nacional de Justiça Desportiva. Ao que parece, estes continuam ainda a ser os problemas que mais se evidenciam no dia-a-dia.

Continuamos a registar clubes a ameaçarem a desistência das suas equipas das provas em que competem, por falta de sustentabilidade financeira, associações provinciais a clamarem por apoios para execução dos projectos, reclamação de casos mal decididos ao nível dos órgãos de disciplina e justiça das federações, enfim, um rol de situações para os quais a Lei do Desporto e o Regime Jurídico trazem soluções inovadoras.

Aliás, elogios à nova Lei não faltaram aquando da sua aprovação pela Assembleia Nacional. A inclusão de um Conselho de Ética e Disciplina foi considerada pelo COA como uma conquista para o desporto nacional, que pediu o engajamento de todos os agentes para que os novos diplomas não vigorem no ordenamento jurídico sem as respectivas regulamentações.

A par dos elogios, ficaram também preocupações, como a do presidente da Federação Angolana de Ginástica, Auxílio Jacob, sobre a necessidade de se clarificar de uma vez por todas quem tem a responsabilidade de financiar as Associações Provinciais.

Portanto, a contínua divulgação e abordagem da Lei do Desporto e do Regime Jurídico das Associações Desportivas impõe-se para responder às necessidades dos dias de hoje.

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »