Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Liderana em jogo

20 de Agosto, 2016
No Girabola, poucas são as vezes em que uma jornada pode abrir caminho para uma determinada equipa ganhar espaço rumo à conquista do título.

Hoje as atenções gerais convergem para Calulo para o embate de campeões entre o Recreativo do Libolo e o 1º de Agosto, campeão em título e líder do campeonato, respectivamente.

Numa situação normal, este embate seria apenas mais um entre duas equipas que gostam de exibir o estatuto de campeões, tais são os títulos que ambas ostentam, com a formação militar mais à vontade, em termos de troféus conquistados no principal campeonato do país.

Acontece, porém que chegados a esta jornada, o resultado final pode clarificar alguma coisa, em termos de posicionamento das duas equipas, pois até à entrada desta jornada o conjunto militar tem reinado, embora com um percalço aqui e ali, tendo tido, inclusive, o privilégio de comandar com uma confortável vantagem de mais de oito pontos sobre o mais sério perseguidos.

É certo que esta tarde não teremos campeão, longe disso, por enquanto, mas uma vitória do Libolo vai alterar por completo o topo do campeonato, pois assegura a liderança da prova com os mesmos pontos que o rival e pela primeira vez o Girabola pode conhecer um novo comandante.

Contudo, um resultado desfavorável à turma de Calulo volta a dar ao 1º de Agosto a vantagem necessária para poder gerir mais à vontade os pontos que vai perfazer para chegar ao fim da caminhada como campeão nacional, depois de mais de uma época de um jejum frustrante para os seus adeptos e sócios.

Temos, pois, um cenário em que quem corre atrás do prejuízo é a formação de Calulo para a qual só um resultado interessa, a vitória, dado que uma igualdade mantém o 1º de Agosto na liderança, com os mesmos três pontos de vantagem sobre a mesma equipa com a qual mede forças esta tarde.

Calulo alberga assim um jogo de campeões. Com os olhos virados para o título, os dois emblemas proporcionam esta tarde o jogo de cartaz da jornada, em que, nunca é demais pedir fair-play de adeptos e contendores.

Libolo e 1º de Agosto têm potencial para oferecer um espectáculo à dimensão da sua grandeza, e não foi por mero acaso que os dois conjuntos ostentaram já o título de campeão nacional, algo por que correm, mais uma vez.

Últimas Opinies

  • 19 de Junho, 2018

    Jornada de gritos...

    Quando logo mais as selecções da Rússia e do Egipto descerem ao relvado do Estádio São Petersburgo, estará a começar a segunda jornada da primeira fase do Campeonato do Mundo, que, não sendo cem por cento decisiva, pode, porém, começar afastar a cortina de fumo. Há coisas, que, no desfecho desta ronda, ficarão já clarificadas e outras que se vão manter incógnitas, até aos derradeiros 90 minutos.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Citaes

    O nosso compromisso é com o bem do futebol nacional, nós estamos a trabalhar com clareza e estamos a ser criticados apenas para trazer de volta a horrível corrupção que havia antes, infelizmente, é isso o que alimenta o nosso futebol.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Clima tenso no basquetebol

    O ambiente no basquetebol está tenso depois do presidente da Federação ter declarado em conferência de imprensa a falta de apoio do departamento ministerial que rege o desporto nacional, concretamente na não alocação de verbas para a Selecção Nacional poder cumprir com o seu programa na preparação para o Mundial.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Duelo de estrelas

    A meio da fanfarra que marca a disputa do Campeonato do Mundo de futebol, ainda na primeira fase, muitos concentram uma atenção particular naquilo que caracteriza a evolução individual de algumas estrelas, que, estando no centro dos holofotes, em face da sua projecção internacional, levaram o perfume da sua classe para os palcos russos.

    Ler mais »

  • 18 de Junho, 2018

    Cidade ecolgica

    A minha segunda passagem pela cidade de Moscovo deixa-me impressionado, não só pela grandeza que a cidade atingiu, 27 anos depois da minha estada, nos meus tempos de estudante, mas também o verde que esbanja.

    Ler mais »

Ver todas »