Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Luta envolvente no topo

04 de Outubro, 2014
Com o Libolo a ter uma tarefa caseira, aparentemente fácil, só mesmo uma grande surpresa pode desviá-lo do caminho da vitória. O segundo lugar do campeonato tem neste momento uma grande importância, pois permite ao detentor do título continuar a pressionar o actual líder, lembrando-o que as contas do título não são para já, em função dos pontos ainda em disputa.

O Benfica de Luanda tem sido o pesadelo do Kabuscorp esta temporada. Os comandados de Zéca Amaral venceram na primeira volta, voltaram a vencer para as meias-finais da Taça de Angola e afastaram o campeão da prova.

É diante deste Benfica que hoje tem pela frente, o Kabuscorp pode perder tudo nesta temporada, porque sem hipóteses na taça, que podia eventualmente salvar a época com a conquista do troféu, o segundo posto que ocupa também está em cheque.

Uma derrota coloca a equipa um lugar abaixo, ainda que com os mesmos pontos que os encarnados, mas com estes em vantagem nos resultados dos jogos entre si, o primeiro critério de desempate estipulado em caso de igualdade pontual, no fim da prova.

A este cenário, junta-se o facto do Libolo poder distanciar-se, novamente o caso de cedência de pontos no Kabuscorp, pode ficar com a revalidação do título praticamente comprometida.

Taça e campeonato têm pressões próprias, mas é ponto assente que o Kabuscorp do Palanca não tem hoje margens para erros. O Benfica de Luanda está motivado, mas joga sem qualquer pressão.Logo se vê, pois que esta turma encarnada, com todas as suas motivações, é o pior adversário que o campeão podia ter nesta altura.

O Kabuscorp tem a missão de manter o segundo lugar e ao mesmo tempo lutar para manter acesa a luta pelo título, porque sabe, que só com a reconquista é que pode salvar a época, que à partida, tinha tudo para ser promissora, mas que com o tempo tornou-se titubeante, em função das exibições e de alguns resultados mal conseguidos.

De resto, o campeão tem a obrigação de mostrar que ainda está vivo, frente a um adversário que mostra classe e que sabe, no momento certo tirar partido dos erros dos contrários. Para que o Girabola continue a ser valorizado.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »