Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Mais um passo

18 de Agosto, 2015
Com 24 pontos ainda em disputa, em razão das oito jornadas que restam por disputar, o Recreativo do Libolo soma e segue na sua caminhada rumo à revalidação do título. A vitória domingo, em Cabinda, diante da única equipa que a derrotou até ao momento no campeonato, reforça a crença na conquista de mais um título.Apesar das imensas dificuldades que encontrou durante os 90 minutos, o líder não saiu de Cabinda defraudado. Pelo contrário, defraudou as expectativas dos adeptos locais ao derrotar a equipa da casa, embora pela margem mínima, suficientes, porém, para somar mais três pontos.

Depois de na jornada passada ter perdido pontos na deslocação à Lunda Norte, onde empatou com o Sagrada Esperança, sem golos, o campeão nacional não quis mais correr o risco de ver o seu mais directo perseguidor a ficar bem perto de si, à espreita apenas de um deslize para tomar de assalto a liderança do campeonato.A vitória diante do Sporting de Cabinda permitiu repor o conforto de cinco pontos de vantagem em relação ao Banfica de Luanda, que no sábado havia reduzido para dois após vitória sobre o Interclube. A oito jornadas do término da prova e com cinco pontos de vantagem, a equipa de Calulo precisa apenas de garantir mais cinco vitórias e um empate para não ver mais o título fugir, caso os encarnados de Luanda continuem também a vencer.

Embora esteja tudo em aberto, o Recreativo do Libolo está praticamente a depender de si para chegar ao quarto título. E se tudo continuar a correr à feição, não há dúvidas de que uma vez mais o Girabola vai sorrir pelas bandas de Calulo, pela segunda vez consecutiva, depois do que sucedeu em 2011 e 2012, com Zeca Amaral no comando. De contrário, se houver algum deslize nas próximas jornadas, o líder terá de aguentar até onde puder a pressão do Benfica de Luanda, que é a única equipa que parece em condições de ainda poder lutar com o Libolo até não houver mais hipóteses matemáticas.

Embora o Kabuscorp do Palanca e o 1º de Agosto ainda possam entrar as contas, é pouco provável que uma ou outra tenha ainda motivação para o título. De qualquer forma parece que não atiraram ainda a toalha ao tapete enquanto a sua calculadora continuar a permitir fazer contas de somar.Com a motivação das equipas que seguem atrás do líder em alta e atendendo o alto grau de imprevisibilidade do futebol, só quando não houver mais chances haverá a certeza de que o Recreativo do Libolo está livre de qualquer pressão.

Mas não restam muitas dúvidas de que nesta altura João Paulo Costa e seus pupilos dependem única e exclusivamente de si.Não obstante no calendário estarem reservados ainda alguns jogos melindrosos dado o quilate dos adversários, ainda assim o título dificilmente poderá escapar para os actuais campeões nacionais. De resto, é esperarmos para ver o que nos reservam as próximas oito rondas do Girabola.

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »