Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Mais uma tentativa

08 de Julho, 2015
É costume dizer-se, enquanto houver vida, há esperança. Parece ser esse o lema dos nossos jovens atletas de basquetebol. Depois de uns poucos terem tentado a sorte, mais um angolano está à procura de um lugar na mais credenciada liga de basquetebol do mundo, a NBA. Trata-se de Yanick Moreira, jovem de 24 anos, que foi a grande referência de Angola no Mundial de Espanha, no ano passado.

O atleta actua numa das universidades dos Estados Unidos da América e fez história no jogo frente a Austrália, apontou 38 dos 91 pontos marcados por Angola, está nesta altura a treinar nos Los Angeles Clippers, com o objectivo de ficar apurado e representar a equipa na NBA.

Depois das tentativas sem êxito, de Gerson Monteiro, Carlos Morais, Victor Muzadi e Olímpio Cipriano, que passaram pela Summer League (liga de verão) onde os jogadores fazem testes para integrar o grupo, na pré-temporada, esperemos que o poste de 2,11 metros consiga atingir o desiderato, que não era só um ganho pessoal, mas do país de uma maneira geral.

O atleta até agora, ainda não integrou os trabalhos da Selecção Nacional com vista à participação no Afrobasket 2015, a disputar-se na Tunísia, já fez dois jogos pelos Los Angels Clippers e deixou boas referências, está com uma média de 20 minutos por jogo. Além do bom tempo na quadra, Yanick Moreira tem feito alguns pontos, tem feito boas assistências, ganha alguns ressaltos, coloca todo o seu potencial em evidência.

O poste vai juntar-se à Selecção Nacional, só no estágio que vai efectuar na Europa (Portugal e Espanha), depois de duas primeiras semanas de trabalho no país. O “cinco” nacional que tem a pretensão de revalidar o título conquistado há dois anos, em Abidjan, espera contar com todos os influentes atletas. Além de Yanick estavam também condicionados Olímpio Cipriano e Carlos Morais, os dois últimos já integraram depois da recuperação em termos clínicos.

Em termos administrativos, nem tudo é um mar de rosas, nas hostes dos campeões africanos, que já adiaram em duas ocasiões a saída para o estágio, devido a dificuldades financeiras que estão praticamente ultrapassadas. Caso não surjam novas contrariedades, o grupo de trabalho deixa o país na quinta-feira, para dar continuidade ao trabalho além fronteiras.

O grande objectivo de Angola é a conquista do título, para garantir a qualificação aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no próximo ano. Quer em termos individuais, quer colectivo, Angola tem uma equipa equilibrada, mas para não ser surpreendida precisa de fazer uma preparação aturada, para enfrentar os adversários sem grandes constrangimentos, e isso, passa por criar todas as condições indispensáveis ao bom labor da equipa técnica e dos atletas.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »