Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Momentos no andebol

23 de Dezembro, 2015
O andebol nacional, por norma imune às polémicas que de quando em vez assolam as modalidades desportivas pelos mais diversos motivos, vive nos dias que correm um clima que não é habitual, e isso devido a duas situações: a participação da Selecção Nacional sénior feminina no último Campeonato do Mundo que a Dinamarca albergou, e a participação do "sete" masculino no próximo Campeonato Africano que o Egipto organiza a partir do dia 8 de Janeiro.

Na Dinamarca, e na condição de vice -campeã africana, Angola terminou na 16ª posição, manteve o mesmo lugar da prova anterior, pelo que não houve evolução em termos de subida na classificação.

Pedro Godinho, presidente da Federação Angolana de Andebol, reagiu à participação do país no Mundial, disse que a classificação foi má, dado que a contratação da nova equipa técnica tinha com objectivo, entre outros quesitos, a melhoria da classificação da equipa angolana cuja melhor classificação de sempre foi o sétimo lugar conquistado no Campeonato do Mundo disputado em França, na altura orientada por um treinador angolano.

O presidente da FAAND chegou mesmo a por em causa a continuidade do técnico João Florêncio à frente do "sete" nacional feminino, numa altura em que o órgão que dirige prepara-se para analisar o relatório da equipa técnica que esteve no Mundial com a Selecção.

Angola deixou muito a desejar no Mundial, porque tinha condições para fazer muito mais, ainda que tenha sido a melhor selecção africana presente na prova, quando evoluíram também as formações nacionais da Tunísia, campeã africana, e da República Democrática do Congo. Para o combinado nacional, sénior masculino, as coisas indicavam uma situação lastimosa. Com presença prevista para o Campeonato Africano que arranca no dia 8 de Janeiro no Egipto, a Selecção Nacional apenas hoje vai ser convocada.

Com garantias de participação inicialmente tremidas, por alegadas dificuldades financeiras, e sem saber quem serão os atletas seleccionados para representarem as cores nacionais, o quadro começa a ficar cada vez mais cinzento, com a Federação à procura de caminhos que indiquem uma saída para a situação, nada agradável.

Uma hipotetica desistência do país do Campeonato Africano podia implicar sanções do órgão reitor do andebol no continente, mas a participação do "sete" nacional nessa situação ruim é susceptível de originar uma participação desastrosa, em termos de jogo e de classificação. Até porque Angola tinha pretensões de lutar pelo pódio, depois de na última participação ter ocupado o quarto lugar da prova, que lhe deu direito à participação no Campeonato do Mundo.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »