Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Muito equilbrio

12 de Maio, 2015
A cada jornada, o Girabola est mais suculento, mais equilibrado e entrada da jornada 13, no se vislumbra um candidato acrrimo. Um candidato que se destaque dos demais, que supere a concorrncia. tudo reflexo do equilbrio que norteia a prova desde o comeo.

No quinteto da frente, duas equipas destacaram-se das demais: encerram os seus jogos e aproveitaram o deslize dos adversrios. As equipas so o Kabuscorp e o 1 de Agosto. Palanquinos e militares foram as nicas a somar trs pontos.

A equipa do Palanca venceu, no estdio dos Coqueiros, o Interclube que se encontra em curva descendente. Um triunfo que colocou o Kabuscorp em igualdade pontual com o lder, Recreativo do Libolo, que voltou a perder pontos em casa.

O 1 de Agosto, por seu turno, confirmou o ascendente. Depois de calcorrear por vrias semanas em lugares de acesso despromoo, a equipa do rio seco encontrou o caminho da glria. Hoje, est a dois pontos do lderes.

No domingo, os militares venceram folgadamente. Ganharam o ASA por cinco bolas sem resposta, um resultado que no estava nas previses dos especialistas. A verdade que muitos golos confirmaram que a equipa se reencontrou, depois do pesadelo que viveu nas primeiras jornadas.

Se para o 1 de Agosto, a vitria um alento ao futuro, o mesmo no podemos dizer do ASA, cujo tcnico previa um outro resultado. A equipa voltou a perder, depois da vitria na ronda anterior, diante dos estudantes do Lobito.

O Recreativo do Libolo foi o grande derrotado da jornada, tornou a esbanjar pontos em casa. Depois do desaire caseiro diante do Sporting de Cabinda, o campeo nacional em ttulo no teve arte nem engenho para deixar pelo caminho o Benfica de Luanda.

O encontro marcou o reencontro de Zeca Amaral com a antiga equipa, com a qual venceu dois campeonatos consecutivos, em 2011 e 2012, o Libolo vacilou. No foi para alm dum empate com o Benfica e foi alcanado pelo Kabuscorp. O empate permitiu que o 1 de Agosto se encostasse.
Os encarnados de Zeca Amaral, que no vencem em Calulo h seis anos, cumpriram com a sua obrigao. O de no perder, porque pontuar no Inferno de Calulo um feito digno. Perdeu dois pontos, verdade, mas manteve-se no quinteto da frente.

Em relao aos demais resultados, de realar os trs pontos que o Progresso da Lunda-Sul foi arrancar no Buraco. Depois de trs jornadas em jejum, a equipa de Kito Ribeiro regressou s vitrias.

O Recreativo da Cala finalmente venceu. Depois de oito empates e trs derrotas, os planlticos encontraram o caminho da vitria. A vitima foi o Bravos do Maquis, que averbou a sexta derrota.

Na prxima jornada, primeira vista no se vislumbram jogos de luxo. Mas h dois que podem centralizar as atenes. O Progresso da LS-1 de Agosto e o Recreativo da Cala -Recreativo do Libolo.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »