Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

O drbi de todos

10 de Setembro, 2017
A rivalidade entre os dois emblemas não é de hoje e, ao longo do tempo, ganhou proporções que em determinado período deu lugar a um convívio pouco abonatório para duas agremiações que orgulham-se de ter mais títulos no país, com primazia dos petrolíferos.

O futebol gera paixões e tanto o 1º de Agosto como o Petro de Luanda movimentam adeptos e fica sempre um clima de indecisão em relação as contentas entre os dois conjuntos pois, nem sempre melhor posicionado ou o que melhor futebol pratica, acaba como vencedor no dérbi.

Os dois maiores emblemas do país voltam a encontrar-se esta tarde no 11 de Novembro, em mais um dérbi apetecível que, mesmo sem ter o condão de definir alguma coisa em termos de títulos, vai arrastar, decerto, muito público ao estádio.

As conversas em torno do jogo começaram logo no início da semana e ganharam corpo após o Petro de Luanda assumir a liderança da prova com mais dois pontos que o rival, no culminar de jogos em atraso que tinha por cumprir.

emos assim num extremo uma formação petrolífera a pensar em esticar a corda e encurtar o caminho para o título com uma vitória no jogo de hoje e noutro um conjunto militar que minimiza a diferença pontual que tem relação ao adversário, e que espera voltar à liderança com uma vitória.

Posições legítimas das duas formações. Na luta pela conquista do troféu que agora se restringe aos dois, nada ainda está definido, porque ainda há muito campeonato por disputar-se.

Dos dois lados há um discurso optimista, de vitória. Nada mais elementar para dar mais vida ao próprio dérbi, porque as equipas mostram que sabem jogar, também, com os aspectos psicológicos.

Mesmo sem decidir nada o jogo desta tarde é de risco, pelo que se pede o comedimento nas palavras de todos, jogadores, treinadores, dirigentes e adeptos.

O não dérbi não deve ser incendiado por expressões susceptíveis de criar conflitos, dentro e fora do recinto de jogos.

Hoje a festa da bola deve vir ao de cima porque há em perspectiva um grande espectáculo de futebol.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »