Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

O futuro do nosso futebol

05 de Abril, 2015
A conferência nacional de futebol, a realizar-se de 25 a 27 de Junho, na capital do país, já mexe com os amantes da modalidade e não só. A expectativa à volta do evento cresce a cada dia que passa, por ser a primeira que a modalidade vai conhecer numa discussão aberta a nível nacional.

As estimativas indicam que a conferência vai envolver cerca de 500 pessoas e os objectivos gerais centram-se na apresentação de um projecto sustentado de desenvolvimento do futebol nacional, consubstanciado numa estrutura escolar vocacionada para a detecção de talentos e sustentada numa formação sólida de técnicos e dirigentes desportivos da área de futebol.

Essa posição está expressa num documento de 22 páginas, em que os organizadores detalham com alguma profundidade o evento histórico.
A conferência vai dar lugar a um momento de discussão importante acerca de uma modalidade do desporto endógeno, pelo que todos os desportistas e a família do futebol em particular, devem procurar dar e tirar o melhor aproveitamento, para que a modalidade e o desporto no seu todo saiam a ganhar.

Independente de tudo que esteja a acontecer com o nosso futebol na actualidade, essa conferência deve constituir um marco importante, porque estamos em crer que as conclusões que dela saírem, possam contribuir em grande medida para elevar o nível da sua qualidade, a ponto de garantir a satisfação dos milhares de adeptos e amantes que o futebol tem.

As discussões devem ser as mais abrangentes possíveis. A ética, o fair-play e o respeito pela opinião alheia devem ser maduramente materializadas. Aliás, uma questão pertinente e levantada por Gustavo da Conceição, presidente do Comité Olímpico Angolano, depois de presenciar na galeria dos Desportos o lançamento do fórum alargado do desporto-rei:

“Não gostaríamos de assistir agora a um conjunto de conferências para lavar roupa suja, ou para julgar sumariamente dirigentes actuais ou passados do futebol, porque acho que isso desvirtuaria o caminho que se pretende percorrer agora, numa perspectiva de cientificar o futebol, de melhorar a prestação dos seus organismos, clubes, associações, dirigentes, treinadores, da qualidade dos seus praticantes”.

Está na hora do futebol ganhar outro impulso, principalmente depois dos resultados “anémicos e desfocados” que se registam nos últimos anos. Aliás, não se trata só a nível das selecções nacionais, mas em todos os escalões, nos clubes também, como se constata nas eliminatórias e fases de grupos das competições continentais.O cronograma de auscultação dos agentes desportivos no âmbito da preparação da conferência nacional, vai ser divulgado amanhã, segunda-feira. Até 15 de Maio a FAF deve apresentar a proposta do futuro plano de desenvolvimento nacional do futebol.

Todos devem estar imbuídos de ideias amplas para que o certame alcance os objectivos que todos pretendemos.

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »