Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

O sonho dos grupos

24 de Agosto, 2019
Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos. Para tal, basta-lhes manter a eficácia demonstrada nos jogos da primeira “mão” da preliminar frente ao Kikoso Maalum Cha Kuzuia Magendo FC e o Matlama FC, em que venceram em Unguja, no arquipélago tanzaniano de Zanzibar, e em Maseru, curiosamente por 2-0. Tal como ocorreu há duas semanas, o campeão nacional, 1º de Agosto, vai ser o primeiro a entrar em acção. Os comandados de Dragan Jovic, que na primeira “mão” venceram graças aos golos de Ary Papel e Lionel Yombi, têm tudo a sua mercê para esta tarde, no Estádio 11 de Novembro, repetirem a façanha alcançada em Unguja, há 15 dias.
Jogando em casa e empurrados pelo calor dos seus adeptos, os militares do “Rio Seco” espreitam frente ao Kikoso Maalum nova eficácia, para transporem a fase seguinte.
E isso, como é óbvio, pressupõe a conquista de um bom resultado frente a esta equipa do KMKM para, assim, levarem a água a seu moinho. A turma agostina teve uma eliminação inesperada na sua anterior campanha, em que não conseguiu passar da fase preliminar, fruto do afastamento diante do “desconhecido” AS Otôho do Congo Brazzaville.
O D’Agosto, que, tal como na presente edição, havia começado com uma vitória de 4-2 sobre o seu oponente em casa, mas depois baqueou aos pés deste em Brazzaville, com uma derrota de 0-2, que abriu o caminho para o AS Otôho seguir em frente.
É verdade que, uma época antes, o embaixador angolano havia protagonizado uma campanha brilhante na “Champions League”, tirando do caminho adversários de prestígio africano, como o Todo-Poderoso Mazembé do Congo-Democrático. Chegado às meias-finais, frente a outro adversário de peso, no caso o Esperánce de Tunis, acabou prejudicado pelo árbitro zambiano Janny Sikazwe, que com uma actuação vergonhosa, entregou de bandeja a qualificação para final ao emblema da Tunísia. Por isso, esta tarde frente à equipa tanzaniana, o D’Agosto vai querer refazer a história e, quiçá, fazer uma “aventura” nesta maior prova de clubes do continente, capaz de colocar de novo o seu nome em páginas douradas. É uma questão de se aguardar por esta nova caminhada agostina, que começa diante deste ignoto Kikoso Maalum da Tanzânia.
A sonhar com a fase dos grupos da Liga dos Clubes Africanos, está também o Petro de Luanda, que abriu uma vantagem sobre o Matlama FC do Lesotho, ao passar incólume no jogo da primeira “mão”, em Maseru, casa do adversário, com vitória de 2-0, com golos de Manguxi e Isack Mensah. E é legítima a pretensão dos tricolores.
A jogar em casa, a equipa do “Eixo-Viário”, tal como o 1º de Agosto, tem condições mais do que suficientes para se impor perante este desconhecido Matlama FC. Porém, depois de alcançar uma vitória em casa deste, é de esperar que, na tarde de amanhã, domingo, igualmente no 11 de Novembro, o Petro de Luanda faça da excelência uma divisa, algo que se consolida com a mesma proeza alcançada em Maseru. É de resto, um objectivo que os pupilos de Tony Cosana têm bem delineado e que por isso não vão conceder quaisquer facilidades à formação do Lesotho. A ver vamos!!!...

Últimas Opinies

  • 20 de Janeiro, 2020

    Deixem a Marximina regressar

    Olhei para o tempo que já passou desde a suspensão da árbitra Marximina Bernardo, acabou penalizada pela Federação Angolana de Futebol (FAF), sobretudo porque, em minha opinião, este órgão hesita em não condescender exagerada decisão que então tomou, quando para “homens do apito” as punições quase que sabem a flores.

    Ler mais »

  • 20 de Janeiro, 2020

    Cartas dos Leitores

    O orçamento não varia muito dos anos anteriores. Podemos dizer que é ligeiramente superior a dois milhões de dólares por ano. Este é o valor que temos consagrado para o Sagrada Esperança.

    Ler mais »

  • 20 de Janeiro, 2020

    Regatas para Tquio

    Marcado por aceso despique, o Campeonato Africano de Vela nas classes 420 e 470, realizado de 13 a 18 do corrente mês na Contra-Costa da Ilha do Cabo, em Luanda, confirmou mais uma qualificação de Angola à maior montra desportiva do globo.

    Ler mais »

  • 18 de Janeiro, 2020

    Welwitschias voltam a dar o ar da sua graa

    Depois da “travessia do deserto” por que passou nos últimos tempos, obrigando a ficar inactiva, a Selecção Nacional de Futebol feminina pode testemunhar um novo ciclo no ano que dá ainda os seus primeiros passos.

    Ler mais »

  • 18 de Janeiro, 2020

    Futebol feminino busca resgate da mstica

    Já houve tempos que o futebol feminino era de facto uma festa cá entre nós, pois inflamava paixões e, de facto arrastava multidões.

    Ler mais »

Ver todas »