Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Olhar o basquetebol

04 de Junho, 2014
O presidente da Federação Angola de Basquetebol prometeu a criação de condições de trabalho dignas para as selecções nacionais que este ano vão disputar o campeonato do mundo. O número um do órgão máximo da modalidade defende condições que permitam ao nosso país encarar as competições com uma maior dose de confiança. É positivo que as coisas estejam a ser projectadas assim. Pois, apesar de o nosso país não ambicionar uma classificação por aí além, numa prova que reúne a maior nata do basquetebol mundial, não deixa de ter a obrigação de fazer boa figura, quanto mais não seja uma forma de vincar o seu prestígio, enquanto papão a nível do continente africano.

Os senhores vão a Espanha, enquanto as senhoras disputam o campeonato na Turquia. Estamos confiantes no desempenho das nossas selecções, a crer naquilo que vai ser o seu programa de trabalho que, a exemplo dos campeonatos africanos, vai começar aqui mesmo no país, em províncias ainda por indicar, e depois prosseguir fora do país.O programa prevê, para a fase derradeira, a realização de jogos de controlo com as mais cotadas selecções do mundo, esperando-se, certamente, que este contacto permita às equipas atingir o traquejo necessário para, no terreno, encararem os adversários com mais tranquilidade e espírito competitivo.

Afinal, a melhoria de classificações anteriores, se quisermos, continua a ser a aspiração tanto da selecção masculina como da feminina. Daí a razão da determinação e do investimento que se pretende aplicar na preparação das equipas, sendo verdade que a elevação dos níveis motivacionais é quase uma necessidade incontornável.À partida, é objectivo número um de Angola, particularmente na classe masculina, lograr uma prestação ao nível da que tem tido ao longo das últimas edições, sejam quais forem as dificuldades a encontrar pelo caminho. A condição de campeã africana deve ser atestada com a qualidade de jogo a apresentar, mesmo que os resultados não sorriam a seu favor.

Manter a ousadia competitiva que tem caracterizado Angola ao longo do seu percurso na mais alta-roda do basquetebol nacional é, indubitavelmente, o primeiro objectivo da Federação Angolana de Basquetebol e de todos angolanos que, ao longo dos últimos tempos, da sua selecção conhecem apenas louros e glórias nas competições africanas.É claro que estamos a falar do campeonato do mundo. Nesta competição também Angola já deixou a sua marca. Afinal, mesmo não aspirando a grandes posições classificativas, em algumas edições já fez finca pé a selecções de maior gabarito. Portanto, o que interessa no nosso caso é uma figura ao nosso nível. Ou seja, ao de campeões de África.

O técnico Paulo Macedo, que na Costa do Marfim conseguiu resgatar para Angola o título que tinha perdido na edição de Antananarivo, vai estrear-se como técnico em campeonatos do mundo. Em face disso, começa já a definir estratégias que vão permitir uma prestação ao nível daquilo que se pretende. Como se sabe, a selecção já foi convocada a semana passada.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »