Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Onda de contrataes

23 de Dezembro, 2013
O Girabola’2013 mal terminou o mercado de transferências entrou numa agitação total, parecendo que as equipas acordaram da letargia dos anos passados e decidiram iniciar com antecedência a preparação da nova época futebolística. A verdade é que o tão esperado período de transferências abriu mais cedo do que se esperava, estando a ser marcada por grande expectativa.

As movimentações já são muitas para a data em que estamos. Muitas equipas mudaram os treinadores da última temporada, como foram os casos do Petro de Luanda, Progresso, Benfica e 1º de Maio para citar apenas. Todas fizeram as mexidas na perspectiva de atingir em 2014 metas que não lograram na edição passada.

A par disso, também reforçaram-se com novos jogadores, tendo muitas equipas feito recurso ao mercado estrangeiro, como foi o caso do campeão nacional que foi buscar Tresor Mputo no poderoso TP Mazembe do Congo Democratico bem como do Bravos do Maquis que recorreu ao irmão do indico (Moçambique) para reforçar o seu plantel.

Mas voltando aos técnico, Zeca Amaral, depois de dois títulos ao serviço do Recreativo do Libolo e um terceiro lugar com o Bravo do Maquis vai começar um novo ciclo. O Benfica, por sinal sua casa, é o novo projecto que abraça. Sabemos que a sua saida da equipa do Moxico criou algum reboliço, mas ele soube se explicar foi bem entendido. Questões familiares pesaram na sua decisão.

O campeão nacional inicia mantém a equipa técnica. Aliás, obedeceu à máxima segundo a qual em equipa que ganha não se mexe. Tratou apenas de reforçar-se com mais atletas para a árdua missão competitiva que lhe espera em 2014 em que representa o país da Taça dos Clubes Campeões Africanos, prova em que de acordo com o seu presidente espera fazer uma boa figura

Depois de duas épocas bem-sucedidas com um técnico nacional, o Progresso do Sambizanga apostou num técnico estrangeiro. Luís Antunes (caboverdiano) é a aposta de Paixão Júnior. O presidente sambila considerou mesmo o ainda seleccionador de Cabo Verde como o grande reforço da equipa que dirige.

Um clube precisa de estabilidade e de calculismo. Hoje em dia, qualquer negócio se torna ameaçado em caso de não estar apoiado numa estrutura sólida e coerente, baseando-se numa liderança forte e determinada. Por ai se pode perceber a necessidade de alguns clubes na contratação de jogadores.

No Libolo, 1º de Agosto e Interclube esperam-se também grandes mexidas. Contudo, nestas equipas a estratégia está a ser bem concebida, já que vão manter no leme os mesmo técnicos a excepção dos Polícias.Pensando no futuro e mantendo a consciência de que não estamos num período afoito em termos monetários, a supremacia vai pertencer àqueles que melhor souberem engendrar um plano que requer um único princípio: ganhar

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »