Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Outra vez o mesmo avanado no centro da polmica

09 de Outubro, 2014
Depois de a federação angolana de futebol ter revelado que enviou a convocatória a Manucho Gonçalves, com conhecimento ao clube onde ele actua, o atleta do Rayo Vallecano de Espanha veio a terreiro justificar que o seu clube recebeu o documento da Federação Angolana de Futebol (FAF), fora de tempo, facto que está na base da sua não-apresentação à Selecção Nacional, que amanhã defronta, em Maseru, a sua congénere do Lesoto. Partindo do princípio de que a FAF argumenta que o atleta se manteve incomunicável, está-se em presença de um caso em que estão em confronto a palavra do atleta e a posição oficial do órgão reitor do futebol nacional.

Isso pressupõe que muita água ainda vai passar por debaixo da ponte, pois tanto quanto se sabe, constitui prática usual, em quase todas as federações espalhadas pelo mundo, convocar oficialmente os atletas, depois de estes confirmarem previamente a sua disponibilidade em representar a selecção do seu país. Sem que nos assista o direito de nos apresentarmos como defensores de quem quer que seja, estamos em posse de informações segundo as quais a convocatória para a “operação Lesoto" tardou a ser tornada pública, por algumas pessoas de direito se terem recusado a assiná-la, pelo facto de Romeu Filemon querer contar com Dolimenga, Vetokelle e Manucho Gonçalves.

O atleta do Rayo Vallecano que segundo fonte ligada à FAF ainda pode defrontar os “Crocodilos”, quer amanhã quer na próxima quarta-feira, em Luanda, foi substituído por Love Kabungula (Kabuskorp do Palanca). De um tempo a esta parte, têm circulado informações nos meios futebolísticos nacionais dando conta de que o comportamento de Manucho Gonçalves, que é um dos capitães do "onze" nacional, em diversas vezes não tem sido cordial, em termos de convivência com alguns colegas, o que tem provocado algum desentendimento no seio do grupo.

As mesmas fontes dão igualmente conta de que o dianteiro do clube espanhol está descontente com a forma como aconteceram as derrotas (1-0) e (0-3), frente aos gaboneses e burkinabes, alegando culpas dos responsáveis da FAF. Manucho Gonçalves, em 2010, já chegou a apresentar publicamente desculpas ao país, ao então seleccionador nacional Manuel José, e à FAF, pelo clima de mal-estar causado em seu redor, quando dos amistosos com as selecções do Congo e do Gana, que envolveram a Selecção Nacional, às portas da fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN), que Angola organizou.

Desta vez, independentemente do desfecho que o caso venha a conhecer, o certo é que já extravasou, com as consequências daí decorrentes.Recentemente, a Selecção Nacional viveu um caso muito badalado, que envolveu o atleta Dany Massunguna (1º de Agosto), o que confirma que algo emperra o normal funcionamento administrativo da FAF.Nunca é demais recordar que existem muitos atletas e poucos homens.Este e outros males que teimam em acontecer cada vez com mais frequência devem servir de ponto de partida para que no futuro deixem de existir, proporcionando, desta forma, indicadores para que o futebol nacional, já de si beliscado, pelas causas que se conhecem, não seja ainda mais prejudicado.

O virar desta página não pressupõe que Romeu Filemon se sinta na obrigação de convocar o jogador para os compromissos futuros da Selecção Nacional. É por todos sabido que o atleta possui atributos que permitem apontá-lo como uma mais-valia para o "onze" nacional.
Devido à sua considerável estatura física, é forte no jogo aéreo, sector onde os Palancas Negras apresentam algum défice. Possui velocidade e poder de drible, além de ser detentor de remate forte com os dois pés.

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »