Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Ouvir os eleitores

30 de Novembro, 2016
Pelo menos, dois dos três candidatos já apresentaram de modo oficial o que são as suas ideias, para retirar o futebol do estado em que se encontra, ou trabalhar para melhorar o quadro actual.

Neste momento, cada candidato quer \"vender o seu peixe\" a fim de merecer a confiança nas urnas dos eleitores. Mas é bom que os concorrentes não tenham apenas os olhos no cadeirão do órgão reitor da modalidade mais expressiva, entre todas as outras. É importante que não utilizem o futebol para intentos inconfessos. Estão avisados para que não vendam \"gato por lebre\" para convencerem o eleitorado.

Assim, mais do que detalharem as ideias que têm nos respectivos projectos ou programas de acção, torna-se mais acertado aos candidatos prestarem atenção no que são os subsídios dos associados, os que no dia a dia vivem o futebol no sangue.

Tal como já nos referimos em outras ocasiões, neste espaço, pouco ou mais nada de novo os concorrentes à sucessão de Pedro Neto podem trazer nos seus programas. Tudo quanto o futebol nacional precisa para sair da condição em que está, já foi amplamente discutido em vários encontros e conferências nacionais sobre a modalidade.

As recomendações saídas destes eventos, andam por aí, em gavetas. Basta resgatá-las e implementá-las. Daí, a necessidade dos candidatos auscultarem atentamente os membros da família futebolística nacional, sobretudo, pessoas com grande experiência que podem dar os imputes, com vista à sua boa execução.

Como disse e bem o Presidente da República, enquanto presidente do MPLA, no VII Congresso Extraordinário do partido, a nossa grande dificuldade está em colocar em prática os bons projectos e programas que elaboramos. Por isso, em nossa opinião, o que falta é implementar tudo o que durante anos já se discutiu e deliberou, como as melhores políticas ou soluções para o rei -futebol no país.

Para os candidatos não basta apresentarem projectos cheios de ideias, muito bonitos no papel, que depois não tenham pernas para andar. Mais do que isso, é indispensável que os problemas da modalidade sejam discutidos numa base alargada, mas com eficácia.

É importante que durante a campanha e ao andarem pelo país de Cabinda ao Cunene, os candidatos oiçam o que os eleitores pretendem ou apontem como soluções para os vários problemas de que enferma a modalidade. Este, é o melhor momento para os candidatos ouvirem, fazerem-se ouvir e darem a conhecer um pouco mais, apesar de qualquer deles ser um homem do futebol.

Artur Almeida e Silva, José Luís Prata e Osvaldo Saturnino de Oliveira \"Jesus\" têm menos de 15 dias para convencerem os eleitores, através dos seus projectos, mas também ouvindo os que no dia a dia são os que mais labutam em prol do futebol nacional.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »