Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Palancas em baixo

24 de Dezembro, 2016
A classificação dos Palancas Negras é pouco abonatória para a Selecção Nacional, mas acaba por espelhar o actual momento do futebol nacional, e a campanha do conjunto nacional nas várias frentes em que esteve engajada.

Verdade seja dita, Angola pouco ou nada fez ao longo deste ano, para inverter o quadro classificativo. A participação na corrida para a fase final do CAN do Gabão que está prestes a começar, foi um desastre, após um arranque prometedor, com uma goleada no Lubango sobre a República Centro Africana.

A goleada, que os Palancas Negras impingiram aos centro -africanos na estreia, acabou por esconder os males reais da selecção, porque o que se viu depois foi a travessia no deserto.

O afastamento da corrida ao Mundial da Rússia foi a consequência lógica do mau momento que o conjunto nacional atravessou, sempre debaixo de forte contestação dos adeptos, que demonstraram um divórcio com a selecção de todos nós.

Aquela fase foi das piores da história da Selecção Nacional, que mais parecia um saco de pancadas, no qual as outras selecções despejavam as frustrações e saciavam os seus apetites.

Ao terminar o ano na posição em que está, a nível do continente, Angola só suplanta selecções como São Tomé e Sudão do Sul, Djibuti e Eritreia, por exemplo, formações sem expressão futebolística, e que por isso mesmo, estão sempre na cauda do ranking continental.

Se nesta altura o momento é de desconforto face a actual classificação, é preciso acreditar que o quadro pode ser revertido com novas políticas, e nova filosofia para o futebol nacional.

O novo presidente da Federação Angolana de Futebol, Artur Almeida e Silva, já fez questão de sublinhar que é preciso devolver a dignidade ao futebol angolano, guindá-lo ao lugar que realmente merece.

Em tempo de mudanças no órgão federativo, é tempo, também, dos Palancas Negras darem um outro sentido à vida, com a melhoria da prestação nas competições em que estiverem engajados, porque só assim deixa os lugares de baixo do ranking mundial.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »