Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Passo em frente

19 de Maio, 2018
A Selecção Nacional de sub-20 está prestes a dar um passo em frente, no acesso ao CAN do Níger, do próximo ano.
Uma vitória amanhã, no confronto com o Malawi, coloca os palanquinhas na eliminatória em que vai ter Moçambique ou África do Sul como adversários, dado que o triunfo em Blantyre permite aos jovens angolanos sonhar com o apuramento.
A ausência de Angola é notória nas grandes montras do escalão em África, mas a aposta do elenco federativo em tirar da letargia o escalão, começa a fazer-se sentir. Por exemplo, o país esteve muitos anos ausente do torneio de Toulon, França, uma prova por onde passaram jogadores que hoje são grandes estrelas no mosaico futebolístico mundial, tal como o argentino Lionel Messi, só para citar um.
O regresso do país a esta competição foi muito saudado e os nossos jogadores não defraudaram, com um participação muito aplaudida.
Daí, que a vitória em casa do Malawi não causou surpresa. Angola já deu cartas no continente, o seu primeiro título em África foi nesse escalão, no Africano da Etiópia, que deu lugar à participação no Campeonato do Mundo da categoria, na Holanda.
É certo, que os triunfos só se confirmam depois dos jogos, mas a Selecção angolana tem amanhã tudo para confirmar a qualificação, na última eliminatória diante de um adversário que ainda assim está ferido no seu orgulho e que num assomo de coragem, pode jogar a última cartada e tentar virar o resultado, pois, nada tem a perder nesta altura.
Longe de um triunfalismo exacerbado, amanhã a postura dos Palanquinhas tem de ser humilde, contudo, imbuído de espírito ganhador, pois, o desfecho da eliminatória só vai ser conhecido no final do jogo dos Coqueiros.
A vitória e os golos marcados fora de casa são factores, que certamente dão ao conjunto a tranquilidade para não se atrapalhar na empreitada que apenas tem de gerir a vantagem que detém.
A selecção não tem nada a inventar, até mesmo para não correr o risco de complicar o que já está desenhado. O trabalho de casa foi bem feito e a prova disso foi o triunfo em casa alheia.
Agora, é cimentar tudo o que foi feito, para que haja aprovação com distinção e o conjunto tem tudo para isso.


Últimas Opinies

  • 12 de Dezembro, 2019

    Manter a esperana apesar do mau comeo

    Realizadas as duas primeiras jornadas da Liga dos Campeões Africanos, em que estão envolvidas, em representação de Angola, o Clube Desportivo 1º de Agosto e o Atlético Petróleos de Luanda, reservo-me ao direito de expressar o que penso sobre o desempenho das equipas angolanas, que considero ser deficitário não só em termos dos resultados, mas também da qualidade do futebol apresentado.

    Ler mais »

  • 12 de Dezembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Se for convocado para a Selecção Nacional estarei disponível, porque é um sonho de todo jogador.

    Ler mais »

  • 12 de Dezembro, 2019

    Desafios para 2020

    Hoje estamos a 19 dias do fim do presente ano gregoriano. É hora de se ir olhando para aquilo que foram as conquistas desportivas do ano que se apresta ao fim.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Cad a liga?

    O ano apressa-se para o seu fim, e nada se conhece sobre a liga. Depois de Pedro Neto, então presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), ter prometido durante todo o seu consulado constituir a prova nacional do futebol numa liga, o certo é que terminou o mandato sem honrar com a sua palavra.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Ruben chegou, viu e permaneceu

    O técnico argentino Rúben Garcia é o técncio estrangeiro que mais tempo esteve no  Girabola.. Desembarcou em 1982 para estar ao serviço do  1º de Maio de Benguela, para, depois,  orientar a  Académica do Lobito, FC.

    Ler mais »

Ver todas »