Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Patins em aco

27 de Maio, 2015
A selecção nacional de hóquei em patins prepara mais uma empreitada internacional, o Campeonato do Mundo, a ser disputado de 20 a 27 de Junho, na cidade francesa de La Roche Sur Yon.

Trata-se de uma participação gigantesca, diga-se, cujo objectivo passa por manter o hóquei nacional na fina flor da hierarquia mundial. A perspectiva de melhorar o nono lugar alcançado na 41ª edição realizada em Luanda e Namibe em 2013, anima o grupo de trabalhos.

Na passada segunda-feira, o ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, recebeu cumprimentos de despedida dos integrantes da comitiva nacional, que se encontra desde ontem em Portugal, onde vai permanecer até ao próximo dia 10 de Junho. A derradeira fase de preparação vai ter lugar em Espanha, de 10 a 17 de Junho, três dias antes dos patins começarem a rolar.

No acto de despedida da caravana, o governante, pediu determinação, disciplina e digna representação do país.

“O hóquei em patins merece todo o nosso carinho. Temos potencial humano e vontade política, por isso, temos esperanças que vão representar bem as cores nacionais. Não solicitamos o título, mas melhorar a classificação, porque já estivemos melhor do que a última posição em que ficámos”, disse o ministro.

A crise económica que o país vive é uma questão que não está alheia à selecção nacional, que seguiu para o estágio com recursos provenientes de patrocinadores, para cobrir o começo dos trabalhos, uma vez que a menos de 40 dias do Mundial, a Federação ainda não recebeu o apoio financeiro do Ministério da Juventude e Desportos.

Todos os amantes da modalidade e não só, esperam que o “Cinco” Nacional tenha uma prestação semelhante ou mesmo melhor, que o nono lugar alcançado na última edição que teve como cenário o nosso país. Trata-se de um desejo generalizado, entretanto partilhado e manifestado pelo presidente da Federação Angolana de hóquei em patins, Carlos Alberto Jaime.

“Esperamos que possam apresentar os mesmos índices no Mundial. É preciso determinação e disciplina, uma vez que vamos jogar em casa de um dos adversários e a arbitragem pode ser tendenciosa”.

A tarefa do combinado nacional não se afigura fácil, dado os objectivos traçados pelas demais selecções presentes no Mundial. Integrada no Grupo A, o “Cinco” Nacional vai ter pelo caminho na primeira fase as selecções da Holanda, com quem vai jogar na estreia, a França e a Espanha.

Numa análise realística, podemos dizer do trio de adversários, a Espanha tem antecipadamente garantida a primeira posição do grupo. Significa que Angola vai ter de agigantar-se para ultrapassar os outros dois adversários a fim de garantir o segundo lugar, para poder chegar à próxima fase.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »