Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Qualificao vista

20 de Abril, 2019
A Selecção Nacional de futebol, de Sub-17, que participa no Campeonato Africano das Nações, que decorre na Tanzânia, tem hoje a missão espinhosa diante da selecção anfitriã, de jogar para a terceira e última jornada da fase de grupos. O desfecho, pode determinar a passagem às meias-finais, ou o afastamento irremediável.
Na verdade, depois de um início fulgurante com uma vitória convincente sobre a similar ugandesa, os Palanquinhas acabaram por claudicar na segunda jornada diante da Nigéria, comprometeram as aspirações ou adiaram a qualificação para a fase seguinte do torneio. Ainda assim, nada está perdido em definitivo. No ar, paira alguma esperança.
Para tanto, a equipa, às ordens de Pedro Gonçalves, está obrigada a vencer o jogo de hoje, é esta a condição única de passar às meias finais.Trata-se de uma empreitada difícil, mas não impossível, desde que da parte da equipa haja atitude, determinação, e mais do que isso, espírito de missão. As portas, para a outra fase, ainda não se fecharam.
É lógico, que o adversário a jogar em casa, tem os seus argumentos e objectivos. Pois, em caso de sair vitorioso, com uma boa margem de golos e se verificar uma vitória da Nigéria sobre o Uganda no outro jogo do grupo, pode ter a felicidade de estar nas meias-finais do torneio. É uma hipóteses remota, que não pode ser posta de fora das equações matemáticas.
Vai daí, que os angolanos não devem menosprezar o adversário. Mesmo a saber-se, que em função do que nos foi dado ver, nas primeiras duas jornadas, Angola tenha mais futebol em relação ao adversário, há que ter sempre presente a máxima, segundo a qual, no futebol não há vencedores antecipados, tão pouco derrotados à partida.
Seja como for, em termos de motivação entre as duas equipas, Angola está, naturalmente, com os níveis mais elevados. Depender de si, não é o mesmo que depender de terceiros. É esta particularidade, que divide as duas equipas, capaz de ter influência no desempenho destas e no resultado final. Angola precisa de acreditar e mostrar a mesma postura que mostrou nos jogos anteriores.
No último jogo com a Nigéria, pese embora averbar uma derrota, não esteve mal em campo. Jogou a um nível aceitável, resistiu à fúria adversária até ao fim, só não chegou à igualdade, por manifesta falta de sorte. Se evidenciar a mesma postura, logo mais, não terá dificuldades para atingir o seu desiderato.


Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »