Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Quando a "chicotada"vale

05 de Agosto, 2015
As “chicotadas psicológicas” nem sempre trazem os resultados que os dirigentes pretendem. Uma vez por outra, a coisa resulta. É isso, que dá força à mudança de uma equipa técnica. A verdade é que ninguém se lembra das vezes em que tudo fica na mesma, que os resultados não apareceram. Essas vezes não contam para nada. Na memória, só ficam aquelas que resultam. É essa a realidade que se verifica no Recreativo do Libolo.

A equipa de Calulo, contrariando todas as expectativas, rescindiu o contrato com o técnico francês Sebastien Desabre, quando a equipa estagiava em Portugal, durante a pausa do Girabola. Um técnico contratado no começo da época, para o lugar do angolano Miller Gomes, que tinha conquistado o Girabola/2014.

A verdade, é que a equipa não se ressentiu, da saída de Desabre. Muito pelo contrário. Superou todas às expectativas neste começo da segunda volta.Sob comando de João Paulo, antigo adjunto do técnico francês, o Recreativo do Libolo venceu os quatro jogos disputados até aqui.Quem deve estar contente com a trajectória da equipa, é a sua direcção que sente-se aliviada, porque a mudança de treinador não trouxe efeitos negativos.

Os efeitos que surgiram, embalam a equipa, rumo à revalidação do título. Aos 12 pontos alcançados nos quatro jogos disputados na segunda volta, juntam-se os 30 pontos com que terminou o primeiro turno, totalizam agora 42 pontos. Este número está bem distante dos números dos cotados candidatos ao título, nomeadamente, Kabuscorp e 1º de Agosto, a quem venceu nesta segunda volta. Vitórias estas alcançadas em Luanda e em Calulo. Se no final da primeira volta a diferença pontual em relação às duas equipas era de quatro pontos (30-26), agora estendeu-se a 11 (Kabuscorp) e 14 (1º de Agosto), com os militares a terem menos um jogo.

Para além de ultrapassar com mais ou menos dificuldade os seus adversários, a equipa de Calulo tem ainda beneficiado dos resultados menos abonatórios dos seus principais opositores à corrida ao título.Neste momento, a única equipa capaz de fazer frente ao Recreativo do Libolo é o Benfica de Luanda, que também venceu os quatro jogos disputados nesta segunda volta.

Os “encarnados” da capital somam 38 pontos, menos quatro que a equipa de Calulo. A mesma diferença pontual que os separou no final da primeira volta.A avaliar por aquilo que tem feito até aqui, a equipa comandada por João Paulo, técnico que tem dado provas da sua competência, tem tudo para revalidar o quarto título na história. Ainda faltam 11 jornadas, o mesmo que 33 pontos, é verdade. Ainda assim, acreditamos, que a equipa possa atingir o seu grande objectivo.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »