Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Reconhecimento oportuno

29 de Abril, 2017
A homenagem que o Movimento Nacional Espontâneo vai fazer no próximo dia 1de Maio a cerca de 70 figuras ligadas ao futebol, com a outorga da medalha \"José Eduardo dos Santos\" e respectivo diploma de mérito, é tão-somente o reconhecimento dos feitos de muitas figuras ligadas ao futebol, em particular, e ao desporto, em geral.

Pessoas de gerações diferentes vêem reconhecido o trabalho, enquanto em vida, que anos a fio desenvolveram em prol do futebol angolano, como artistas da bola, homens e mulheres do apito, ou dirigentes desportivos.

A história do futebol angolano regista ilustres figuras, futebolistas talentosos que ajudaram a elevar o nome de Angola além fronteiras, jogadores que marcaram toda uma época, e que influenciaram as gerações seguintes.

Joaquim Dinis \"Brinca N\'areia\", Laurindo e Arlindo Leitão foram angolanos dos muitos que deram cartas, na então \"Metrópole\" portuguesa, brilharam nos grandes clubes lusos, e juntamente com outros, serão homenageados.

Relativamente aos homens do apito, a lista integra figuras como: Dionísio de Almeida, Manuel Pimentel, Jorge Mário Fernandes e Lourenço Cariata, enquanto ao nível de treinadores, sobressaem nomes como: Nicola Berardineli, Amílcar Silva, Carlos Queirós, João Machado, Domingos Inguila e Daniel Cata, muitos deles com passagens pelos Palancas Negras, como treinadores.

Na cerimónia de homenagem, estarão três figuras que lideraram a Federação Angolana de Futebol, Luís Gomes dos Santos, Armando Machado e Justino Fernandes, assim como o antigo secretário-geral da instituição, Carlos Bastos de Almeida \"Likas\".

O Complexo Desportivo do Progresso do Sambizanga vai estar engalanado nesse feriado, dedicado ao Dia Internacional do Trabalhador, para uma actividade em que os homens do futebol vão sentir-se mais unidos, reflectir sobre as vivências e deixarem-se embalar por um rol de lembranças, num tempo em que o futebol os guindou para altos patamares.

Está de parabéns, o Movimento Nacional Espontâneo, pela iniciativa, que como fez questão de frisar o vice-presidente da instituição, António Fiel \"Didi\", não fica só pelos homens do futebol, dado que em outras modalidades também emergiram figuras que ajudaram lá fora, para que o país fosse visto de forma diferente, como Jean Jacques da Conceição, no basquetebol, ou mesmo Palmira Barbosa, no andebol feminino, apenas para citar estas. Eles e elas merecem.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »