Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Reconhecimento oportuno

29 de Abril, 2017
A homenagem que o Movimento Nacional Espontâneo vai fazer no próximo dia 1de Maio a cerca de 70 figuras ligadas ao futebol, com a outorga da medalha \"José Eduardo dos Santos\" e respectivo diploma de mérito, é tão-somente o reconhecimento dos feitos de muitas figuras ligadas ao futebol, em particular, e ao desporto, em geral.

Pessoas de gerações diferentes vêem reconhecido o trabalho, enquanto em vida, que anos a fio desenvolveram em prol do futebol angolano, como artistas da bola, homens e mulheres do apito, ou dirigentes desportivos.

A história do futebol angolano regista ilustres figuras, futebolistas talentosos que ajudaram a elevar o nome de Angola além fronteiras, jogadores que marcaram toda uma época, e que influenciaram as gerações seguintes.

Joaquim Dinis \"Brinca N\'areia\", Laurindo e Arlindo Leitão foram angolanos dos muitos que deram cartas, na então \"Metrópole\" portuguesa, brilharam nos grandes clubes lusos, e juntamente com outros, serão homenageados.

Relativamente aos homens do apito, a lista integra figuras como: Dionísio de Almeida, Manuel Pimentel, Jorge Mário Fernandes e Lourenço Cariata, enquanto ao nível de treinadores, sobressaem nomes como: Nicola Berardineli, Amílcar Silva, Carlos Queirós, João Machado, Domingos Inguila e Daniel Cata, muitos deles com passagens pelos Palancas Negras, como treinadores.

Na cerimónia de homenagem, estarão três figuras que lideraram a Federação Angolana de Futebol, Luís Gomes dos Santos, Armando Machado e Justino Fernandes, assim como o antigo secretário-geral da instituição, Carlos Bastos de Almeida \"Likas\".

O Complexo Desportivo do Progresso do Sambizanga vai estar engalanado nesse feriado, dedicado ao Dia Internacional do Trabalhador, para uma actividade em que os homens do futebol vão sentir-se mais unidos, reflectir sobre as vivências e deixarem-se embalar por um rol de lembranças, num tempo em que o futebol os guindou para altos patamares.

Está de parabéns, o Movimento Nacional Espontâneo, pela iniciativa, que como fez questão de frisar o vice-presidente da instituição, António Fiel \"Didi\", não fica só pelos homens do futebol, dado que em outras modalidades também emergiram figuras que ajudaram lá fora, para que o país fosse visto de forma diferente, como Jean Jacques da Conceição, no basquetebol, ou mesmo Palmira Barbosa, no andebol feminino, apenas para citar estas. Eles e elas merecem.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »