Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Reconquistar a hegemonia

11 de Dezembro, 2015
Depois do fracasso que foi a participação de Angola nos Afrobasket' 2015 em ambos os sexos, sendo que em masculinos realizado na Tunísia Angola foi impedida de chegar ao décimo segundo título pela Nigéria e em femininos, nos Camarões, coincidentemente pela mesma Nigéria que quebrou o sonho angolano do terceiro titulo consecutivo.

A julgar pela hegemonia que ostentamos em África no basquetebol é caso para dizer que sentimos, de alguma forma ou de outra feridos no orgulho. No entanto, com a possibilidade de realizarmos as fases finais da Taça Africana dos Clubes Campeões, temos a possibilidade de nos redimir do fiasco das nossas principais selecções este ano.

Assim, a conquista da XXI Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores femininos e a segunda no seu historial pelo 1º de Agosto, constitui um motivo de orgulho não só para os seus adeptos, mas para todos os angolanos. As militares que haviam subido ao pódio pela primeira vez em 2006, somaram o seu segundo titulo continental.

Para não variar a medalha de prata também ficou em casa com as Polícias da capital que se classificaram na segunda posição. Vale recordar que a equipa do Interclube lidera o Ranking Africano com quatro títulos.

As nossas duas equipas dominaram por completo os jogos contra as suas adversarias, sendo que na final o 1º de Agosto, agora sob comando de Jaime Covilhã, dominou por completo a turma da Polícia.

Os cerca de 598 pontos convertidos contra 345 sofridos, indicam claramente a supremacia das militares na referida competição e sem sombra de duvidas o troféu foi-lhe muito bem entregue.

Entretanto, com a realização também no país da Taça dos Clubes Campeões Africanos na classe masculina, a decorrer desde ontem até ao próximo dia 20 do corrente no pavilhão multiuso do Kilamba, o 1º de Agosto, Libolo e Petro de Luanda, também têm oportunidade de fazer esquecer o fracasso da selecção nacional, por sinal maioritariamente constituída por jogadores que militam nestas três melhores agremiações do país.

O Recreativo do Libolo, que vem de uma preparação na Europa e que tem vindo a conquistar o seu espaço no continente africano, onde já conquistou um troféu, o 1º de Agosto e Petro de Luanda, que dispensam apresentações a nível do continente, tudo farão para chamar a si o título e assim reconquistar a nossa hegemonia em África.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »