Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Regresso do Girabola

10 de Outubro, 2017
Depois da disputa da primeira-mão dos quartos-de-final, as emoções do futebol doméstico voltam neste fim-de-semana com a disputa da 27ª jornada do Girabola Zap, tendo no epicentro a luta pelo título e a fuga à despromoção.
A bola volta assim a rolar para a prova mais mediática do futebol nacional, com um grande suspense a marcar as jornadas derradeiras. No topo e na corrida pelo ceptro 1º de Agosto e Petro de Luanda centram todas as atenções, com os dois adversários proibidos de perder para não atirarem a toalha ao tapete, sobretudo para as hostes tricolores.
Mas a expectativa não está apenas virada na luta pelo título. A “zona vermelha”, cujas equipas lutam para evitar o regresso à segunda divisão também vai estar em destaque, com duas equipas, ASA e Progresso da Lunda Sul, numa luta renhida para não se transformarem no terceiro inquilino com fortes hipóteses de deixar a fina-flor do futebol doméstico, depois de quase confirmada a \"queda\" do JGM e do Santa Rita de Cássia.
Assim sendo, as emoções do Girabola Zap regressam nos mais distintos estádios do país para alegria dos amantes do desporto-rei, que no último fim de semana ocuparam os tempos livres com os jogos da primeira-mão dos quartos-de-final da Taça de Angola, a segunda maior competição a nível nacional.
Tal como aconteceu na jornada anterior, 26ª, em que se registaram algumas surpresas, como a derrota do Petro de Luanda, na Huíla, diante do Desportivo local, por 2-0, obrigando -o a ceder a liderança para o concorrente directo 1º de Agosto, nesta 27ª ronda também se esperam por eventuais surpresas.
Todas as agremiações procuram não deixar escapar pontos nesta ponta final, mas o querer apenas não basta, pelo que só uma postura diferente poderá evitar nova derrota para aqueles que saíram derrotadas na ronda passada. Se por um lado uns estejam concentrados para não desperdiçarem mais pontos, outros estão igualmente atentos na ideia de continuarem a somar novas vitórias.
Em função da posição classificativa e dos objectivos que perseguem, muitas são as equipas que enfrentam a pressão dos adeptos, que começam a manifestar-se de modo mais contundente como aconteceu já com algumas.
Há, por isso, uma enorme expectativa pela disputa da 17ª jornada, pois o desfecho da mesma poderá ajudar a fazer muitas contas e a definir melhor a situação de algumas equipas relativamente à manutenção e à fuga à despromoção e, quiçá, em relação ao título.
A ronda tem nos jogos Interclube - 1º de Agosto , Petro de Luanda - FC Bravos do Maquis, ASA - JGM e Progresso da Lunda Sul - Recreativo da Caála, os que mais vão prender as atenções dos amantes do futebol doméstico.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »